Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

as surpresas de DEUS!

uma católica com sérias dificuldades no caminho da santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma católica com sérias dificuldades no caminho da santidade!!!

Uma peregrinação com 417 anos!

05.09.15, Helena Le Blanc

Amanhã, em Mogofores, realizar-se-á, pela 417ª vez a peregrinacao ao beco.

 

O que é isto?

 

A população de Mogofores (concelho de Anadia, destrito de Aveiro) faz todos os anos uma peregrinação, no primeiro sábado do mês de Setembro a Macinhata do Vouga (concelho de Agueda). Vão de autocarro e de carro. Há dois anos um grupo decidiu ir a pé, e no ano passado juntou-se-lhes o grupo de acólitos. Eu era um deles. Não consegui fazer todo o caminho a pé (30 Kms! Sou mesmo fraquinha!)! Mas a grande maioria decidiu e venceu!

 

É uma tradição muito acarinhada pelos habitantes.

Apesar do nome "Mogofores" ser um topónimo de origem árabe, existe uma lenda por detrás. Diz que todos os anos (supostamente na Idade Média) desaparecia uma pessoa da localidade e nunca mais era encontrada. Ora nesses velhos tempos vivia nessas bandas uma bruxa que dava pelo nome de MOGA. O povo começou a atribuir-lhe o anual desaparecimento de pessoas e, exasperado, grita:

MOGA FORA!    MOGA FORA!    MOGA FORA!

Daí tanto gritaram que surgiu o nome de MOGOFORES. 

O destino da bruxa ninguém sabe, mas os habitantes fizeram uma PROMESSA. E a promessa consistia em ir todos os anos em peregrinação à Senhora do Beco.

Nunca mais nenhuma pessoa desapareceu da povoação.

Nos primeiro anos a peregrinação era feita a pé, e depois com carros dos bois.

Amanhã, mais uma vez, as pessoas fiéis à promessa, irão até Macinhata do Vouga, à Capela da Nossa Senhora da Paz.

Na mesma capela poderá ser observado um círio que há muito anos foi oferecido pelo povo de Mogofores.

Resta uma pergunta para a qual não encontrei resposta: porquê o nome "beco"? Alguém sabe?

5ad40db88502eddd236cb7020a68eaf0.jpg

Este ano haverá uma grande novidade. As Famílias de Caná, irão de BICICLETA, pela primeira vez.

A Aldeia de Mogofores (das Famílias de Caná) lançou este desafio:

"... no próximo sábado, dia 5, Mogofores terá a sua peregrinação anual a Nossa Senhora a Paz, no Beco, pequena aldeia perto de Águeda. Assim, lembrámo-nos de (...) fazer a peregrinação de bicicleta. São cerca de trinta quilómetros. (...) À partida, começaremos no santuário às sete da manhã, com a oração do Shemá e a Consagração. O Niall e o João Teles estão na organização desta bicicletada, pelo que não tenham receio de enviar os vossos jovens, mesmo que os adultos sigam de carro.(...) A missa no Beco é às dez da manhã, seguida de almoço partilhado e convívio. Alinham?
Iremos oferecer a nossa peregrinação pelos milhares de migrantes que chegam todos os dias à Europa. E este é o desafio que queria também lançar a todas as Aldeias de Caná já existentes e a todas as Famílias de Caná: durante os próximos quinze dias, encontrem um tempo de oração em conjunto - algo simples, como o terço ou uma hora de adoração - para rezarmos todos por esta grande intenção. São milhares de famílias a precisar de tanto! Vamos, Famílias de Caná, rezar intensamente, e juntas, por eles. Alinham?" - Teresa Power

maratta-mariawithchild28166029.jpg

 

 Amanhã não poderei juntar-me à atividade proposta, mas iremos rezar, tal como outras famílias de outras aldeias, pela mesma intenção: emigrantes, refugiados, pela paz e pelo fim das perseguições.