Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

as surpresas de DEUS!

O nosso diário: aprendemos, vivemos e partilhamos a nossa Fé.

as surpresas de DEUS!

O nosso diário: aprendemos, vivemos e partilhamos a nossa Fé.

03
Set16

o silêncio na minha vida

Helena Le Blanc

"Silêncio do espírito e do coração" 

 

Santa Madre Teresa de Calcutá, num belo dia, disse: "não podemos falar antes de O escutar no silêncio dos nossos corações."*

Isto ainda à cerca do segredo dela: simplesmente rezar.

IMG_4952 (1).jpg

"A oração começa pelo silêncio interior".*

"Se queremos rezar, temos que aprender a escutar primeiro porque Deus fala no silêncio do coração".

Penso: ontem quantas vezes é que o meu espírito e coração estiveram em silêncio? Acho que nenhuma. Estou a lembrar-me do momento mais pacifico que tive: conduzir quatro viagens, entre Sangalhos e Anadia.

Estive em silêncio, a conduzir e a observar? Não.

Ouvi o www.passo-a-rezar.net. Ok. É um mini programa de 10 minutos de oração diária, mas... onde está o meu silêncio? O silêncio do espírito, dos olhos, das palavras?

Não está.

Não tenho.

 

Silêncio - ausência total ou relativa de sons; ausência de comunicação, ainda que por meios diferentes da fala.

Voto de silêncio - algumas Ordens religiosas católicas fazem este voto: redimir toda a vida num sagrado silêncio durante o trabalho e oração.

 

Não falar durante algum tempo até consigo: há dias que é uma bênção. Mas silenciar o meu espírito e coração? Aí está uma coisa complicada para mim.

A Madre Teresa de Calcutá refere o exemplo de Maria, a Mãe de Jesus. Nos 4 evangelhos, e Atos dos Apóstolos, verifica-se que Nossa Senhora é uma pessoa silenciosa. É assim que é retratada em filmes e peças visuais. "Guardava todas as recordações como um bem precioso e meditava-as no seu coração".* Foram várias as situações que ela poderia ter interferido, falado e silenciado os demais. Mas ela sempre optou pelo silêncio, pois era nele que encontrava a união íntima com Deus. Ela dava a primazia a Deus, para resolver e solucionar.

IMG_1260.jpg

Silenciar os meus olhos? Outra coisa complicada. 

"Os nossos olhos são como janelas através das quais Cristo ou o mundo chegam ao nosso coração. Precisamos frequentemente de muita coragem para os manter fechados". *

É difícil escolher não ver, desviar o nosso olhar ou fechar os olhos. Quantas vezes faço isto? 

Raramente, para não dizer nunca (e parecer muito mal).

A Madre afirma vivamente que Deus fala-nos por intermédio das outras pessoas, mas para isso é preciso nos calarmos e ouvirmos as outras pessoas.

Quantas vezes eu me calo para ouvir deliberadamente, e não por expetativa e curiosidade? Raramente.

Também diz que quando meditamos, Deus fala diretamente connosco.

IMG_5138.jpg

Na criação, as flores, as árvores, as ervas crescem em silêncio profundo. As estrelas a lua e o sol deslocam-se em silêncio.

E eu?

Eu sou uma pessoa barulhenta, que procura atrair todas as atenções!

 

"O essencial não está naquilo que dizemos, mas naquilo que Deus nos diz e naquilo que Ele transmite por nosso intermédio".*

 

Meu Deus, Meu Pai.... Eu não consigo sem a tua ajuda. Sou demasiadamente humana. Concedei-me a graça de silenciar os meus olhos, o meu espírito e o meu coração, para poder estar em união íntima contigo.

 

IMG_4962.jpg

 

in ""Oração: Frescura de uma Fonte", capítulo 4, 

de Madre Teresa de Calcutá e do Irmão Roger de Taizé, Edições Paulus, 2006

 

02
Set16

Qual era o segredo da Madre Teresa de Calcutá?

Helena Le Blanc

A Beata Madre Teresa de Calcutá, que amanhã será canonizada pelo Papa Francisco, respondeu a esta pergunta num texto que encontrei recentemente. Acho que não poderia ser mais apropriado nesta altura, quando todos falam dela e dos seus feitos.

Qual era o segredo dela?

Eu diria a humildade e a simplicidade. 

Ela disse:Madre-Teresa-de-Calcutá.jpg

"O meu segredo é a própria simplicidade: rezo".

 

Rezar, aparentemente não parece ser muito difícil. No entanto, na minha opinião, é uma das coisas mais difíceis de se fazer, depois da confissão.

Ora vejam:

 

1 - Falar com Deus de modo simples;

As pessoas que eu conheço que falam de modo simples são as crianças: usam frases com poucas palavras, cujo significado é sempre o literal. Ou seja, se dizem "Tu és má" ou "Quero-te a ti" é porque querem dizer exatamente isso. Por isso conseguem ser verdadeiras, e ás vezes até cruéis. É a vantagem de não dominarem a arte da "interpretação" e as palavras homónimas. 

É difícil falar de forma simples. Sinto-me mal e soa mal. Parece que não estou a dizer nada de jeito. Sinto que é suposto dizer muitas palavras. Os outros, quando lideram uma oração, dizem muitas frases e que soam muito bem.

Mas acho que só tenho que me treinar e sentir-me bem a dizer coisas simples.

Por exemplo:

- Deus, gosto de Ti!

- Deus, ajuda-me!

- Deus, tem um pouco mais de paciência com a minha amiga, ok?

- ...

 

2 - Falar do nosso coração;

Dizer as coisas com sentimento, com carinho. Se eu não falar com carinho para a minha mãe ou pai, eles não me "ouvem" realmente. "(...) deve vir do coração para tocar o coração de Deus".

Jesus ensinou os discípulos a utilizarem carinhosamente a palavra "Pai" em vez de Deus. É tão diferente dizer Pai e dizer Deus, não acham?

- Meu Pai, não te esqueças!

- Pai, obrigada!

- Meu Pai, tem calma comigo!

- "Pai Nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso nome".

- ...

 

3 - Fazer o que Ele nos pede;

As coisas que Deus nos pede são especialmente difíceis.

Durante todo o Antigo Testamento, o povo teve dificuldades memoráveis para cumprir a sua vontade. Aliás a humanidade começou com o pé errado nesta coisa de cumprir a vontade do seu Criador, e por isso ter a marca do pecado original. Entretanto Deus decidiu enviar o seu filho amado, o Deus-Homem, o verbo, a palavra. Mudou radicalmente de estratégia, para ver se finalmente conseguia entender-se com a sua amada criação.

Jesus Cristo, ao encarnar, veio com muitas missões importantes, entre as quais mostrar-nos o quanto o Pai nos ama, e dar a conhecer os ensinamentos do Pai.

Encontramos esses ensinamentos no Novo Testamento, mas que se resumem numa frase: "Amai-Vos como Eu vos amei".

Isto é facil de dizer mas muito difícil de se fazer. Eu não consigo ignorar as minhas mágoas, ou olhar da mesma forma para um desconhecido como olho para o meu filho, especialmente se o tal tiver um aspeto "asqueroso". Eu quase que diria: impossível. No entanto não o é. Temos tantos exemplos na nossa história, e um flagrante que está na atualidade deste próximo mês: Beata Madre Teresa de Calcutá.

Mas, eu tenho a esperança que os meus imperfeitos esforços sejam considerados e valorizados junto d´Ele. 

Cada dia, cada mês, cada ano faço um bocadinho melhor. Às vezes são dois passos atrás e um para a frente. Não há que desistir.

 - Meu Pai, não te consigo perceber!

 - Meu Pai, se tu insistes, ok!

- Meu Pai, desculpa, esqueci-me.

- Meu Pai, era muito difícil.

- ...

 

4 - Pedir: o perdão, a capacidade de perdoar os outros, a graça para sermos protegidos do mal;

Pedir três coisas que são importantíssimas: perdão para as nossas desgraças e misérias, capacidade para perdoar os outros e proteger-mo-nos do mal que está em nós e nos outros (as tentações).

Continuamos com matéria difícil. Eu não consigo reconhecer muitas vezes as minhas falhas, não consigo perdoar determinadas pessoas ou em especiais episódios, e... são muitas as vezes que sou má para mim e para os outros.

- Meu Pai, desculpa-me!

- Pai, perdoa-me!

- Pai, dai-me forças!

- Pai, protege-me de mim própria e dos outros!

 

5 - Fazer todos os anteriores sem complicar.

A Beata Madre Teresa disse o seguinte: "Nós complicamos a oração como complicamos muitas coisas". A Oração é "amar Jesus com um amor sem reserva e sem limite. E esse amor sem reserva e sem limite é posto em prática (...)"*. 

 

Afinal rezar não é difícil. 

- Um momento de tranquilidade na nossa agitada e atarefada vida;

- Falar com Deus com carinho e com fervor;

- Sermos sinceros e humildes, utilizando as nossas próprias palavras;

Não nos sentirmos constrangidos ou perturbados.

 

No entanto, se nesse dia ou particular momento não quisermos falar, personalizar, temos as orações habituais que decorámos em criança: o Pai-Nosso, a Avé Maria, etc..

Uma sugestão: na vida agitada e atarefada falar (em voz alta) com Deus como se Ele estivesse ao lado fisicamente. Afinal, Ele está mesmo, certo? 

 

 

 

in ""Oração: Frescura de uma Fonte", capítulo 4, 

de Madre Teresa de Calcutá e do Irmão Roger de Taizé, Edições Paulus, 2006

05
Ago16

O que é ser católico praticante?

Helena Le Blanc

IMG_2294 (1).JPG

 

Costumo dizer:

- "Eu sou católica praticante".

Ultimamente tenho afirmado muitas vezes isto, sem vergonha e receios.

Mas...

O que é que realmente quer dizer "praticante"? Eu sei que sou católica. Mas, e o "praticante" ou "não praticante"?

Parece-me ser de senso comum que praticante significa: ir às missas dominicais (na maior parte dos domingos), comungar, ser casado pela igreja.

Não praticante será dizer que se é batizado, que se terá frequentado a catequese e feito a Primeira Comunhão, e eventualmente o Crisma. Com sorte também terá casado pela igreja.

 

Ser praticante...

Ser católico praticante não se resume somente à participação nas Eucaristias dominicais (na maior parte dos domingos), comungar e ser casado pela igreja. Viver a nossa fé é muito mais do que isso, e como tal é fundamental - retomando o penúltimo post - fazermos parte de um Movimento Religioso Católico. São uma espécie de orientadores que nos ajudam, centímetro a centímetro, a "conhecer a nossa Fé para viver a nossa Fé e mais tarde partilhar a nossa Fé". 

Quando eu subscrevi as Famílias de Caná "estava a pedir" que me ensinassem, com modelos e palavras sábias, a ser uma "Católica praticante". Não estamos a falar de "escola/aluno". Basta estarmos presentes para... o caminho se iniciar, de forma natural e à medida de cada um, sem julgamentos ou competições.

Claro que na altura não tinha este discernimento. Simplesmente decidi dar o primeiro passo e deixar-me levar...

 

Hoje ser católica praticante quer dizer ir quase todas Eucaristias Dominicais, de vez em quando também às missas da semana, participar em momentos de Adoração ao Santíssimo, confessar-me com regularidade, rezar todos os dias uma oração familiar noturna, rezar o terço cada vez que tenho que conduzir pelo menos durante meia-hora, rezar o terço cada vez que faço caminhadas, ser generosa e caridosa para com os outros, ser muito mais compreensiva com os outros (especialmente com a minha família), ter começado a ler a bíblia (e não somente consultar), ler livros católicos, escrever este blog com uma periodicidade relativa, ... 

Tudo isto está enraizado na minha vida (umas coisas mais e outras ainda menos). Pouco a pouco começaram a fazer parte da rotina.

 

O Catecismo da Igreja Católica (um livro a consultar para qualquer dúvida sobre a nossa religião) diz o seguinte:

- Cada um de nós, no batismo, fomos lavados e santificados, em nome de Jesus Cristo e pelo Espírito de nosso Deus. Ele já nos conhecia antes de nascermos, tendo-nos predestinado a sermos como Jesus, o primogénito dos irmãos. Ele chama-nos à santidade.

 

... a santidade.

O que é? Cumprir a vontade do Pai, dedicando-me inteiramente à glória de Deus e ao serviço do próximo. 

Como chegar? Fazendo uso das minhas forças e capacidades que recebi de Deus. 

Como posso medir? Pela força da minha união com Jesus Cristo. O progresso espiritual tende à união cada vez mais íntima com Jesus. 

O que pode ajudar? A cruz. Faz parte deste processo a renúncia e o combate espiritual.

O que tenho que fazer? Seguir os ensinamentos da "lei de Cristo" que estão na Bíblia, receber a graça dos sacramentos, beber do exemplo da santidade de Maria, distinguir os irmãos que são testemunhos vivos de fé, aprender com as histórias dos santos. Encontro tudoisto na igreja, em comunhão com todos os batizados. 

(Nr.ºs 2013, 2014 e 2030 do Catecismo)

 

 

 IMG_2597.JPG

 

 

"Eu sou o Senhor, Vosso Deus.

Deveis santificar-Vos e permanecer santos,

porque Eu sou santo;

(...)

sede santos,

porque Eu sou santo"

(Lv, 11, 44, 45) 

 

 

 

Sigam-me

Comentários recentes

  • Anónimo

    Regular updates to the countdown to the Day of the...

  • Helena Le Blanc

    Ola!Obrigada Sr./Sr.ª Desconhecido(a).Vou dar notí...

  • Anónimo

    Mudou-se para o sapo e nunca mais escreveu?Dê notí...

  • Bruxa Mimi

    Boas leituras, Lena!Bjs,Mimi

  • Anónimo

    Bela ideia! Acho que o senhor padre este ano quer ...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Mais sobre mim

foto do autor