Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica à procura do colinho do SENHOR!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica à procura do colinho do SENHOR!

Oração: litanias de agradecimento

Agosto 21, 2019

Hoje, ao ouvir algumas pessoas a falaram sobre os seus hábitos de oração, aprendi uma coisa nova fabulástica: litanias de agradecimento.

 

Litania - sinónimo de ladainha

Litania - significado: oração em que se pede a Deus para ou aos santos para intercederem pelos fiéis; enumeração enfadonha, tipo lengalenga.

 

Posto isto passo a explicar: a pessoa em questão desenvolveu ao longo dos anos este hábito (quando passeia o cão, quando leva o lixo até aos caixotes de lixo, quando passeia o bebé, etc...). Explicou que o ato de agradecimento é, para a maior parte das pessoas, um momento difícil. Então esta pessoa costuma fazer litanias de agradecimento, tornando este ato de agradecimento a Deus (muito mais fácil) e um hábito diário.

A pessoa escolhe uma pequena conjunção de palavras e como se fosse uma lenga-lenga, uma canção ou um poema e começa a agradecer por tudo o que lhe vêm à mente e ao coração.

Hoje eu experimentei quando dava o último leite do dia à minha bebé e... foi muito fácil! Tão simples!

Escolhi as palavras que seriam repetidas e que significam agradecimento ao Senhor e depois acrescentei o que me lembrava.

 

Meus Deus, eu agradeço por...

Meu Deus eu agradeço pelo meu esposo;

Meus Deus eu agradeço pelos meus queridos filhos;

Meu Deus eu agradeço pela boa saúde que todos temos;

Meu Deus eu agradeço pela casa em que habitamos;

Meu Deus eu agradeço pelo trabalho que tenho;

Meu Deus eu agradeço pelos dias de férias maravilhosos;

Meu Deus eu agradeço pelo excelente dia que tive;

Meus Deus eu agradeço pelos amigos que tenho;

Meu Deus eu agradeço pelo dia de calor que tivemos;

Meus Deus eu agradeço pela comida deliciosa que comi;

Meu Deus eu agradeço pelas roupas bonitas que usei;

Meu Deus eu agradeço pelos sapatos que tenho;

Meu Deus eu agradeço pelos bonitos acessórios que possuo;

Meu Deus eu agradeço pelo carro que conduzo;

Meu Deus eu agradeço pela capacidade de ajuda que possuo;

Meu Deus eu agradeço pela graça de ouvir e ler coisas interessantes sobre a Fé Cristã;

 

etc..

Eu penso que não tem que ser por ordem de importância mas há medida que surge em pensamento. Acho que não devemos complicar e tenho a certeza que Deus sabe a real importância que damos às coisas.

Gostei muito de ter feito isto. Vou repetir sempre que me lembrar, talvez associar esta prática  a um momento do meu dia a dia. 

 

Sugestão: todos os dias escolher uma frase da litania (lenga-lenga) diferente.

Por exemplo:

Senhor, obrigado por...

Meu Deus, amo-te muito porque...

Senhor meu, sinto gratidão porque...

Meu Deus, estou-te grata por...

Meu Deus, graças te dou por...

...

IMG_1097 comedição.jpg

 

 

Um ano litúrgico que termina...

Novembro 25, 2018

Confesso que...

Este ultimo ano litúrgico foi sempre a descer, dos máximos para os mínimos.

 

A igreja católica utiliza um calendário diferente, tal como a escola por exemplo. Tem na mesma 12 meses mas não começa no 1º dia de Janeiro nem termina no dia 31 de Dezembro.

O ano litúrgico começa no período do Advento (que antecede o Natal, quatro semanas antes) e termina no sábado anterior ao 1º Domingo do Advento. Hoje, ultimo domingo, do Ano Litúrgico celebrou-se o Cristo Rei. A igreja termina o ano relembrando que a vinda do Rei foi para nos mostrar qual era o caminho, a verdade e a vida (João 14, 6). Celebra-o enquanto Rei, muito desejado pelos hebreus, mas cuja "coroa foram espinhos, o trono uma cruz e jóias três cravos"*... O paraíso, o reino de Deus, a felicidade pura, a justiça e o amor, só são possíveis se estivermos no caminho certo, defendendo sempre a verdade, crua e nua, e discernindo os momentos de pura vida. O Salvador não era um Rei militar mas um Rei de valores.

 

Assim, como dizia, termino este ano litúrgico em baixa. Um conjunto de fatores e situações fizeram com que eu me distanciasse... de Deus. Pouco a pouco foi aumentando o meu deserto interior e diminuindo a minha disponibilidade para os outros. A porta do meu coração fechou-se.

Aconteceram-me coisas muito muito boas, especialmente ter ficado grávida de uma linda princesa! Melhor presente não podia ter recebido de Deus! Mas... quanto maiores os seus feitos na minha vida, maior a distância, a frieza, a descredibilidade na igreja (de pedra), o desamor pelos outros, a frustração nas ações paroquianas, o desapontamento pelo meu próprio comportamento...

À medida que me fui desapegando do mundo material, colocando-me em ultimo lugar, não aceitando convites e propostas, lendo a bíblia como guião diário, assistindo a decisões e comportamentos dos que me rodeiam, mantendo a minha boca fechada, fui interiormente "morrendo". Parece ser um contra-senso!

Com isto não quer dizer que coloquei tudo em causa - não, não senhor! Continuo a ter fé e a acreditar que Deus é o nosso princípio e ultima morada. Simplesmente eu não consigo colocar-me na sua presença, ouvir a sua voz no meu dia a dia, sair desta anestesia espiritual.

Procurei a Confissão/Reconciliação para conseguir "desbloquear" e o Sr. Padre, com muita paciência, ouviu e respondeu-me com duas frases:

- "Nada te perturbe!" - Como dizia a St. Teresa D´Àvila

- Jesus precisa de ti (e ele apontou um dedo para mim). Vais responder "NÃO"?

...

Nós humanos nada podemos na nossa miséria e arrogância. Por isso, peço a  graça de voltar a encontrar o caminho, a verdade e a vida. 

 

desert-279862_1920.jpg

* - Cântico "VIA CRUCIS" - Teresa Power do Movimento Famílias de Caná

Meditação e Contemplação

Junho 17, 2017

Hoje é sábado.

Há quantos sábados não ficávamos em casa?! Soube tão bem este sábado! 

 

O que faz (tipicamente) uma mulher em casa num fim de semana? Arrumações e limpezas.

Tenho um quarto cheio de coisas - o quarto dos convidados - para arrumar. Sorte a nossa não termos tido visitantes nos últimos meses.

Comecei logo de manhã a dar uma volta à "tralha", pois de tarde sabia já de antemão que seria passada no jardim a brincar na piscina e a conviver com os meus pais.

Atirei-me à arrumação, mas não acabei e não me importei muito.

Às 11h00 o meu marido saio de casa com o Xavier. 

E eu não tive mais nada do que aproveitar esse tempo sozinha em casa para fazer uma coisa que queria há muito fazer, e do qual tinha saudades: o meu tempo com Deus! 

 

Não é a primeira vez que falo dos Exercícios Espirituais (AQUI e AQUI). Praticar os Exercícios Espirituais é estar com Deus, ouvi-lo e responder. Ajudaram-me muito num episódio recente da minha vida (AQUI, AQUI e AQUI).

Sentia muitas saudades, muitas saudades mesmo destes momentos diários. 

Portanto, vi-os a sair pela janela e olhei para o quarto vendo o quanto ainda faltava mas tomei uma decisão: vou ter o meu momento com Deus.

Fui buscar o telemóvel (onde tem a liturgia diária), a bíblia, o meu diário espiritual, o meu estojo, a minha cruz. Estava pronta para ir para a varanda do meu quarto.

Revi a metodologia a utilizar: a oração preparatória, o pedido de graça, a leitura bíblica, meditação ou contemplação, tempo íntimo com Deus, oração do Pai Nosso, registo deste momento.

...

Foi maravilhoso. Uma hora e meia. O tempo passou em eu dar conta. Aliás a sensação é que tinha passado muito pouco tempo.

Tive companhia. Ora vejam:

IMG_4007.JPG

IMG_4009.JPG

 Depois de terminar, fiz o registo no meu diário espiritual:

IMG_4011.JPG

IMG_4014.JPG

Recordo-me de muitas pessoas (antigamente) usarem a bíblia assim: tinham um problema, abriam a bíblia ao calhas e o que atraísse os olhos dessa pessoa seria a sua resposta de Deus.

Pois bem, digamos que é isso mas organizado em oração, disciplinado, sem dar espaço ao inimigo para nos enganar. Queremos ter a certeza que a mensagem que recebemos é de Deus, e de mais ninguém.

Isto é dar uma oportunidade a nós próprios de Deus se fazer ouvir junto do nosso ouvido (ou olhar, ou coração, ou intuição....)

Pratica-se a meditação e a contemplação. São essenciais para estarmos abertos à Vida, ao Sim, ao Amor, ao Perdão...

Estas praticas são essenciais para desenvolvermos e amadurecermos a nossa Fé. Engraçado como tantas teorias falam da meditação e da contemplação quando estas são o instrumento privilegiado para estar com Deus dos cristãos desde o surgimento da Igreja primitiva do século I d.c.!

 

Já experimentaram os Exercícios Espirituais de Santo Inácio ou a Lectio Divina? 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Mais sobre mim