Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

Vaticano: Teresa de Calcutá parte 1

13.09.16, Helena Le Blanc
Eu tive a graça de estar presente na praça de S. Pedro quando o Papa Francisco declarou que a beata Madre Teresa de Calcutá é SANTA. Ainda não percebi realmente como tudo aconteceu. Entendam: eu sei como tudo aconteceu mas de uma ideia quase impossível  passou a ser uma possibilidade que realmente se concretizou! UAUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU Foi uma experiência muito intensa, que teve de tudo um pouco: os primeiro e os últimos, o muito e o pouco, o alto e o baixo, o mais e o (...)

15 conselhos para ser humilde...

22.01.16, Helena Le Blanc
1 - Falar de si tão pouco quanto for possível! 2 - Ocupar-se dos seus próprios assuntos. 3 - Evitar a ociosidade. 4 - Não querer resolver os assuntos dos outros. 5 - Aceitar as contradições com bom humor. 6 - Passar por alto as faltas dos outros. 7 - Aceitar a censura mesmo quando se está inocente. 8 - Ceder à vontade dos outros. 9 - Aceitar insultos e injúrias. 10 - Aceitar ser desconsiderado, esquecido e desprezado. 11 - Ser gentil e amável mesmo quando nos provocam. 1 (...)

Jubileu: o que é a Misericórdia?

19.01.16, Helena Le Blanc
O que é a Misericórdia?   Segundo o dicionário, Misericórdia é um sentimento de compaixão, despertado pela desgraça ou pela miséria alheia. A expressão misericórdia tem origem latina, é formada pela junção de miserere (ter compaixão), e cordis (coração).   "Ter compaixão do coração", significa ter capacidade de sentir aquilo que a outra pessoa sente, aproximar seus sentimentos dos sentimentos de alguém, ser solidário com as pessoas.   Conceder misericórdia  é (...)

Jubileu: a Misericórdia nas outras Religiões

14.01.16, Helena Le Blanc
 O Jubileu (extraordinário) que está a decorrer este ano, por intercessão da Santíssima Trindade, tem como lema a Misericórdia, ou seja, o amor de Deus (que perdoa, consola e dá esperança) que está ao alcance de todos, sem excepção, quer seja "totó", "santinho", "fanático", ateu, pecador, assassino, pobre, miserável, egoísta, generoso, (...)