Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

Árvore de Jessé - Dia Nove

11.12.17, Helena Le Blanc
Segunda-feira, dia 11 de Dezembro de 2017 - 9º dia do Advento/ dia nove para a Árvore de Jessé:   DIA 9     SÍMBOLO     AS TÁBUAS DA LEI     TEMA     REGRAS     BÍBLIA     DEUTERONÓMIO 5, 1-22   ATIVIDADE             Que melhor atividade familiar do que uns jogos de tabuleiro depois do jantar. Para se conseguir jogar (e talvez ganhar) é preciso obedecer a regras. Ora, bora lá! Exemplos de jogos de mesa: o Monopólio, as Damas, o Xadrez, o Dominó, o Ludo, o (...)

A solução de Deus

27.08.16, Helena Le Blanc
Um dia, um carpinteiro decidiu criar uma coisa muito especial com a sua madeira: um menino-boneco. Um feito extraordinário nunca visto. Com corpo e alma como se fosse uma criança normal. E tal como todas as outras crianças, tinha que ser cuidado e educado. O seu pai, o carpinteiro, adorava esta sua criação. Acontece que este menino-boneco, a determinada altura, achou que era perfeito, maravilhoso, que poderia suplementar em inteligência o seu pai. Portanto, decidiu ignorar todos os (...)

Shemá - o que é isso?

19.09.15, Helena Le Blanc
 Nas Famílias de Caná, a quarta bilha fala-nos do canto de oração:   A Família de Caná constrói em casa um lugar para a oração e aí se reúne uma vez por dia, em clima de alegria e simplicidade, para catequisar os filhos, para aprofundar a fé e para rezar. Todos os dias, a sua oração começa com a afirmação do primado de Deus, manifestado no amor ao próximo:   Shemá: “Escuta Israel O Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás o Senhor com todo o teu coração Com (...)

James, nós não podemos comungar! #1

13.07.15, Helena Le Blanc
Eu, catequista e católica praticante (quer dizer que ia à missa todas as semanas, e isso e tal....), quando conheci o James - supostamente divorciado de uma casamento católico - fiquei dividida!  Eu tinha regressado à minha igreja de infância, fazia 4 anos na altura, e azar dos azares estava a apaixonar-me (outra vez) por um homem divorciado! Como é que eu ia fazer? Como é que eu ia contar ao Pároco? O que é que iria acontecer? Pois, desapaixonar-me não me pareceu (de longe) (...)