Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

A Fé traumatiza a criança?

16.09.17, Helena Le Blanc
De vez em quando assaltam-me algumas duvidas quando vejo pequenos sinais da nossa Fé no meu filho. Por exemplo, neste verão ele esteve com uma jovem amiga durante uma semana cá em casa. Brincou muito com ele e fizeram diversas atividades. Em alguns dias, quando chegava a casa, tinha surpresas à minha espera: Bem, neste caso foi uma surpresa para o Pai, a sua prenda de anos. Mas tive mais, por exemplo esta: Entre outras, o que chamou mais atenção foi isto: Nessa noite o nosso (...)

Uma coisa tão simples!

15.06.16, Helena Le Blanc
Surpresa do dia: o meu filho oferece-me uma flor! Não é a primeira vez que o Xavier oferece-me flores... com a ajuda de alguém ( o Pai, a Educadora de Infância, a Ajudante de Ação Educativa, etc...) Desta vez, foi diferente. Os avós foram buscá-lo para passar o dia com eles. Mais tarde fui ter com eles para almoçar e... esperava-me uma surpresa: o meu filho tinha cortado um jarro para me oferecer. Xavier -  É para ti, Mamã! Eu - Ai sim? Que lindo. É um jarro! Xavier - Pois (...)

Como se ensina a ACREDITAR?

04.04.16, Helena Le Blanc
Há relativamente pouco tempo ouvi uma coisa que deixou-me a matutar (mais uma)! E até hoje, depois de pensar, cheguei à seguinte conclusão:  - As crianças herdam a religião dos seus pais, das suas famílias. Aprendem, participam e experienciam os diversos ritos de culto dessa religião. Mas uma coisa que não se consegue fazer é "ensinar a acreditar". Em nenhuma das religiões, por muitas explicações científicas que haja, o facto é que o FATOR mais importante da equação, o (...)

Dia Mundial do Mágico!

31.01.16, Helena Le Blanc
Hoje é o Dia Mundial do Mágico. Pergunto eu: onde estão os mágicos de hoje? Onde param os ilusionistas?  Para além de 2 ou 3 famosos que andam nas ribaltas, ligados a programas televisivos com audiência ou a Circos com popularidade, não os encontro. É raro um circo, daqueles mais comuns e mais acessível à minha bolsa, ter na sua equipa um ilusionista. Continuo a gostar muito de rir, de me sentir surpreendida e curiosa, exatamente como uma criança. Conheço um jovem, da Família (...)

Uma brincadeira lá em casa

29.01.16, Helena Le Blanc
Num destes dias, o Xavier andava entretido com um telemóvel que o James tinha guardado (que deixara de funcionar à muito)! Entretanto encontrou o meu telemóvel do trabalho, que tinha ficado acessível às suas mãos (mea culpa). Como têm código de abertura, deixei-o andar com ele recomendando que deveria ter muito cuidado. A dada altura, oiço muito barulho. Fui perceber o que estava acontecer e vi isto:     Uma surpresa de Deus? Não sei (talvez), mas foi com delícia e (...)

As palavras mágicas!

16.01.16, Helena Le Blanc
Numa destas manhãs, o Xavier saiu de casa com uma colher de pau. Quando era bebe, ele engraçou tanto com as colheres de pau que era frequente vê-lo com uma. Perdeu várias. Compramos muitas. À medida que foi crescendo os objetos iam mudando, mas sempre com o mesmo hábito: na maior parte dos dias sair sempre de casa comum objeto de casa, (...)

As prendas deste Natal!

12.01.16, Helena Le Blanc
Eu preparei uma lista de prendas de Natal. Identifiquei as pessoas, o valor da prenda e fui anotando possibilidades (que encaixavam no valor pré-definido).  Depois, reservei dois ou três momentos no meu calendário, para, com a lista, ir às compras.  É com muito carinho que costumo a fazer. Mas porque os locais comerciais estão cheios de pessoas, tento minimizar o tempo. É um verdadeiro esforço andar nos centros comerciais nas vésperas de Natal! Algumas das prendas já (...)

Uma mãozinha na cozinha #2

25.09.15, Helena Le Blanc
Pela 2ª vez desafiei o meu filho a ajudar-me na cozinha, há cerca de 2/3 meses. Também surgiu do nada. O meu marido, prestes a perder a paciência com o Xavier, fez-me sinais que precisava de um "break"/intervalo. Eu que estava para começar a preparar o jantar pensei... e porque não? Então perguntei-lhe se queria lavar a alface. Ele que gosta muito de água, não iria recusar. Como calculei, disse logo que sim... mas eu, interiormente, estava em pânico! Lena, água?!??!?!?!?!? Que (...)