Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

Como é que eu comungo?

06.03.19, Helena Le Blanc
Eu comungo em 5 segundos ou menos. Entro na fila para comungar, distraio-me entretanto com o meu marido que está à minha frente ou atrás de mim, até que chegue a nossa vez.  No momento crucial faço o esforço para que toda a minha atenção (cérebro, olhos, ouvidos, coração) esteja naquele momento. Tento estar de "corpo e alma" naqueles 5 segundos. São 5 segundos.  Vejo a pessoa que apresenta a hostia consagrada e olho para hostia, num bom olhar de ver. Abro a boca e recebo-a na (...)

10 Prémios por ir à Missa

15.06.18, Helena Le Blanc
Todas as pessoas que participam numa Eucaristia recebem pelo menos 10 prémios, ou seja, graças, bênçãos divinas.     1 - A Missa/Eucaristia, sendo um sacramento, une intimamente a pessoa a Deus; 2 - A pessoa agradece a Deus por todos os benefícios e dons recebidos: a gratidão desencadeia sentimentos de felicidade; 3 - A Missa/Eucaristia faz memória que Jesus ofereceu a sua vida, o seu AMOR, à pessoa: esta sente-se amada e querida; 4 - A pessoa recebe o perdão para (...)

Como é que eu me confesso?

20.03.16, Helena Le Blanc
O Sacramento da Reconciliação (é assim que se chama) é difícil de entender. Eu levei tempo para perceber que a teoria de que Deus me ouve diretamente e que não preciso de falar com um Padre para reconhecer as minhas faltas é verdade! Realmente verdade! Deixou de ser uma desculpa para escapar à confissão, para ter a certeza que é mesmo assim. Deus é omnipresente. Quer dizer que Deus está em todo o lado ao mesmo tempo e sabe de tudo. Pois bem! Então porque este Sacramento? (...)

James, nós não podemos comungar! #1

13.07.15, Helena Le Blanc
Eu, catequista e católica praticante (quer dizer que ia à missa todas as semanas, e isso e tal....), quando conheci o James - supostamente divorciado de uma casamento católico - fiquei dividida!  Eu tinha regressado à minha igreja de infância, fazia 4 anos na altura, e azar dos azares estava a apaixonar-me (outra vez) por um homem divorciado! Como é que eu ia fazer? Como é que eu ia contar ao Pároco? O que é que iria acontecer? Pois, desapaixonar-me não me pareceu (de longe) (...)