Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

O povo está chateado com o meu filho!

09.09.15, Helena Le Blanc

Neste último domingo, chegamos de uma semana de férias. Os meus pais insistiram para que fossemos jantar lá em casa.

Chegamos cansados das férias (a precisar de umas férias das férias - acho que todos os pais percebem isto!), e a segunda coisa que ouvi da minha mãe foi o seguinte:

- O povo está muito chateado com o teu filho.

Eu não percebi à primeira, exactamente porque o meu filho tem quase três anos, e não achei possível que "o povo estivesse chateado" com um bebé! 

Ela repetiu.

Continuei a não perceber!

Ela explicou-me: as pessoas estão muito chateadas com o meu filho porque ele não toma atenção ao Padre na Missa. Aliás corre muito e faz muito barulho! Não têm respeito nenhum!

Eu nem queria crer no que estava a ouvir!

Relembro que estamos a falar de uma criança de quase 3 anos de idade!

 Uauuuuu!

 

Portanto, o povo acha que uma criança de 3 anos é capaz de prestar atenção ao Padre? - Impossível que uma criança com esta idade preste atenção do início até ao fim! Eu com 40 anos tenho dificuldades, quanto mais as crianças!

 

O povo acha que o meu filho poderia se portar melhor na missa? - Pelo recado que recebi, não é o caso, mas se fosse, eu responderia imediatamente SIM. Há crianças que se portam melhor ou pior nas Eucaristias. Têm a ver com a idade, disposições de humor quotidianos e com a natureza da própria criança.

 

No caso do meu filho é mais a natureza dele. É uma criança muito enérgica e muito teimosa! Que devo fazer?

- Dar pancada? Não me parece. Como poderei ensinar-lhe o conceito da paz se eu uso a agressividade com ele?

- Aplicar castigos? Ás vezes resulta. Outras vezes não resulta.

- Reforço positivo? Ás vezes resulta. Outras vezes não resulta.

- Não o levar à Missa?

 

Não. Recuso-me a fazer isso. Porquê?

- Se o fizesse implicava que nós, a nossa família, não poderia ir à missa enquanto família durante pelo menos uns 4 a 5 anos. Eu neste momento não me abstenho que ir a algum sítio ou a algum acontecimento por causa dele. Confesso que na maior parte das vezes é muito difícil mas não o deixo de fazer!

- Como é que eu poderei vivenciar a minha fé excluindo um membro da família? Especialmente quando me comprometi no Baptismo a não o fazer? Eu não deixo de vivenciar outra área da minha vida por causa dele. Às vezes reduzo mas não deixo de vivenciar. O tempo não dá para tudo e como tal temos que priorizar!

- Será que o Xavier irá algum dia perceber o quanto Deus é importante para nós se eu o excluir desses momentos? Por ex. se o meu filho nunca for a casa doas avós, nunca perceberá quem eles são!

 

Assim, cheguei à conclusão que as três passagens dos evangelhos Mateus, Marcos e Lucas (notem que são três) continuam a ser uma grande Surpresa de Deus para todos nós:

 

Mateus 19,13-15:

Naquele momento, foram-lhe trazidas crianças para que lhes impusesse as mãos e fizesse uma oração. Os discípulos, porém, as repreendiam. Jesus, todavia, disse: "Deixai as crianças e não as impeçais de vir a mim, pois delas é o Reino dos Céus". Em seguida impôs-lhes as mãos e partiu dali.

Marcos 10,13-16:

Traziam-lhes crianças para que as tocasse, mas os discípulos as repreendiam. Vendo isso, Jesus ficou indignado e disse: "Deixai as crianças virem a mim. Não as impeçais, pois delas é o Reino de Deus. Em verdade vos digo: aquele que não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele". Então, abraçando-as, abençoou-as, impondo as mãos sobre elas.

Lucas 18,15-17:

Traziam-lhe até mesmo as criancinhas para que as tocasse; vendo isso, os discípulos as reprovavam. Jesus, porém chamou-as dizendo: "deixai as criancinhas virem a mim e não as impeçais, pois delas é o Reino de Deus. Em verdade vos digo, aquele que não receber o Reino de Deus como uma criancinha, não entrará nele".

 

IMG_5327.JPG

IMG_2867.jpg

IMG_5191.JPG

 

Sei que apesar de ter pouca idade, e de ser um grande "rebelde", ele:

- reconhece as imagens de Jesus (seja a face, silhueta ou na cruz), a imagem ou estatuetas de Maria, a mamã de Jesus;

- sabe dizer "Ámen", no fim das orações que costuma ouvir, sem que ninguém lhe tenha que dizer;

- imita a genuflexão na Igreja (o problema é que faz virado para o fundo da igreja e não para o sacrário);

- faz o sinal da cruz (ainda não de forma perfeita, mas está quase).

Isto tudo sem que nós tenhamos insistido para ele aprender. Ele já faz mais que algumas crianças com 6 anos quando iniciam a catequese.

O meu filho não é melhor ou pior. Simplesmente como nos acompanhando vai aprendendo. Há crianças que, da mesma idade e mais novas, percebem e fazem muito mais do que o Xavier. E não é por terem sido excluídas da vida religiosa dos seus pais!

 

Meu Deus,

agradeço-te por confiares em mim e entregares-me este bebe! 

  Apesar dos protestos do povo,

continuarei a mostrar a esta criança que tu és o nosso único e verdadeiro Pai.

Ámen 

9 comentários

Comentar post