Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

Mensagem de Jesus: acolhe as crianças!

20.09.15, Helena Le Blanc

Na Eucaristia de hoje, o evangelho é o seguinte:

 

Naquele tempo, Jesus e os seus discípulos caminhavam através da Galileia. Jesus não queria que ninguém o soubesse, porque ensinava os discípulos, dizendo-lhes: «O Filho do homem vai ser entregue às mãos dos homens, que vão matá-l’O; mas Ele, três dias depois de morto, ressuscitará».
Os discípulos não compreendiam aquelas palavras e tinham medo de O interrogar.
Quando chegaram a Cafarnaum e já estavam em casa, Jesus perguntou-lhes: «Que discutíeis no caminho?».
Eles ficaram calados, porque tinham discutido uns com os outros sobre qual deles era o maior.
Então, Jesus sentou-Se, chamou os Doze e disse-lhes: «Quem quiser ser o primeiro será o último de todos e o servo de todos».
E, tomando uma criança, colocou-a no meio deles, abraçou-a e disse-lhes:
«Quem receber uma destas crianças em meu nome é a Mim que recebe; e quem Me receber não Me recebe a Mim, mas Àquele que Me enviou».

S. Marcos 9,30-37

 

A frase central, assim de repente, diria que é esta: «Quem quiser ser o primeiro será o último de todos e o servo de todos».

 

No entanto, e porque gostaria de falar outra vez no assunto das crianças, digo que a minha mensagem de Jesus é esta: «Quem receber uma destas crianças em meu nome é a Mim que recebe; e quem Me receber não Me recebe a Mim, mas Àquele que Me enviou».

 

Como é que uma Eucaristia não pode ter crianças, nem barulho de crianças? A ultima ceia, a primeira eucaristia, foi realizada por Jesus Cristo. E ele claramente diz que quem recebe uma criança, recebo-o a ele. Nós é que devemos ir ao encontro das crianças e adaptar-nos aos seus ritmos de crescimento. Nós temos que ter a capacidade de as incluir na Eucaristia, e em todos os seus momentos. Temos o dever de encontrar estratégias para que, não comprometendo a essência da Missa, esta receba as nossas crianças que também fazem parte do reino de Deus!

 

image2 (1).JPG

Se os nossos filhos se sentirem bem, acarinhados, queridos, acolhidos por todos os presentes na Igreja, e percebam a tolerância, a paciência e a simpatia dos demais, tenho a certeza que vão gostar de ir à Missa para visitar Jesus e a Mamã de Jesus. 

image1 (1).JPG

 

Meu Deus, hoje não é um agradecimento mas um pedido para muitas surpresas:

sensibiliza os duros de coração para acarinhar todas as crianças que estão presentes durante a Missa.

Se todos formos simpáticos e acolhedores na igreja, as nossas crianças sentir-se-ão em "casa do Pai". 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.