Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

as surpresas de DEUS!

Aprendemos, vivemos e partilhamos a nossa Fé.

as surpresas de DEUS!

Aprendemos, vivemos e partilhamos a nossa Fé.

25
Jan19

Janeiro de 2019

Helena Le Blanc

É difícil recomeçar. Cada vez que caio a parte mais difícil é voltar a alinhar-me, acertar no caminho. É um esforço grande já que manter-me caída é muito confortável, tem as suas vantagens e a grande parte delas são até interessantes!

Mas apesar desta preguiça, conforto e regalias, tinha consciência (de vez em quando) que não era bom para mim e para a minha família. Fui adiando e empurrando para o fundo do coração, se é que há um fundo!

Tentei manter ativos alguns rituais familiares e individuais, como por exemplo o ir à Eucaristia todos os Domingos com a esperança que Jesus me ajudasse a encontrar o caminho, a ver a verdade, para me sentir outra vez VIVA na minha divindade e não somente humanamente. Que acontecesse um clic por magia.

Manter-me à deriva foi o meu plano, e resultou... (acho) está a resultar! Apesar das dúvidas, do deserto, do distanciamento e frieza do meu coração, da minha alma, tentei não me esquecer que um dia eu já confiei. Por isso, dei-me algum crédito esperando e mantendo-me a boiar.

Uma das coisas que sinto que ajuda é procurar alimentar o meu cérebro, o meu conhecimento. Para sentirmos afetos por alguém precisamos de o conhecer. Eu não amo (logo) porque me apaixonei à primeira vista. Paixão é fácil mas amor só com a convivência e o conhecimento, certo?

No caso da convivência, não preciso entender, sentir ou perceber tudo. Simplesmente estou participante (perto, junto) e vou observando e pensando (Eucaristia no meu caso por ex.).

Relativo ao conhecimento, há imensos livros, cursos onlines, textos, que poderão mostrar quem é Deus. No meu caso retomei a leitura da Bíblia e mais umas pequenas coisas. 

Há quem pense que voltar / entrar na Igreja Católica é muito trabalhoso, muito pesado, com muitas regras. Se eu pensasse assim de facto nem se quer me aproximava. Não quero para mim e para a minha família uma prisão, um navio de carga ou um tanque de stress. 

O importante é a minha relação com Deus e Deus comigo.

O resto são pormenores e detalhes.

FOTO DE NATAL 2018 (3).PNG

Senhor dos Senhores, inclina-te da tua morada santa,

aí do Céu, e abençoa todas as famílias!

adaptado de Deuteronómio 26, 15

 

 

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post

Sigam-me

Comentários recentes

  • Anónimo

    O senhor de cima tem razão. “Instrumentum laboris...

  • deficientedonadecasa

    A família é o que temos de dar valor na vida, é o ...

  • Helena Le Blanc

    Caro Sr. António Antes de mais obrigada por ter co...

  • Anónimo

    Não concordo nada. O celibato dos padres é uma reg...

  • Teresa Power

    Vou comentando aos bocadinhos, desculpa ocupar-te ...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Mais sobre mim

foto do autor