Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

A Visita Pascal na nova casa!

07.04.15, Helena Le Blanc

No Domingo da Páscoa fomos receber a Cruz do Senhor em casa dos meus pais.

Enquanto esperávamos, fui revendo e explorando a sala de estar e de jantar. Esta cheia de recordações e de objetos que fizeram parte da minha infância. Já não me lembrava que existia tanta coisa. 

O meu marido estava atento, observando tudo. Mal conhece aquele espaço. Eu, tentando-me desculpar (a mim/meus pais), comentei que a sala tem muita coisa, fruto da acumulação dos anos. Ele respondeu que eu ainda tinha aquilo tudo. Ele nem isso tinha. Eu calei-me envergonhada! 

IMG_9885.jpgIMG_9889.jpg

E continuamos, cada um, a explorar. Comecei a reparar nos quadros. Para mim foi uma redescoberta. Nunca tinha realmente visto com olhos de ver. Estava maravilhada e estupefacta.

IMG_9893.jpg

Enquanto esperávamos e íamos espreitando também os armários. Num deles encontrei, num canto de uma prateleira, uma lamparina! Há tanto tempo que eu não via nada parecido. Perguntei à minha mãe se poderia ficar com ela, já que não estava em uso, para o meu canto de oração. Ela imediatamente concordou. E disse-lhe que seria muito bom se eu conseguisse os restantes apetrechos para poder acender uma luz com azeite. O meu irmão, que estava a ouvir a conversa, em imediato foi à loja tradicional da esquina e trouxe-me. Fiquei encantada. 

IMG_9982.jpg

                                                  IMG_9895.jpg

Beijamos a Cruz e fomos almoçar. A seguir, vim para nossa casa para o meu filho fazer uma siesta.

Comecei a preparar a minha sala para receber, pela primeira vez, a cruz nesta nova casa. Nós mudámos em Maio de 2014.

Eu tinha perguntado, por duas vezes e a vizinhos diferentes, a que horas era costume passar. Um respondeu que seria no domingo de tarde, e outro referiu o horário das 15h/15h30. Também confirmei se costumavam colocar verdes em frente das portas.

Os meus pais apareceram, tal como o padrinho do meu filho, e filha deste.

Ficamos na expetativa. De vez em quando, espreitávamos para a rua, mas tudo mantinha-se calmo. 

Às 16h decido telefonar para uma pessoa amiga, e perguntar se ela saberia a que horas passava a cruz naquela rua. Ela não estava a par do horário e do percurso daquela cruz, mas aconselhou-me a manter os verdes na frente da casa e a manter-me atenta. 

Às 16h30, o meu marido decide pegar na sua mota vintage e ir dar uma volta para ver se conseguia "pescar" alguma coisa. Voltou sem respostas. 

IMG_0201.jpg

Às 17h00, os homens entram em casa a dizer que a Cruz vinha aí. Ouviram o sino e, como tal, estaria muito próxima de casa.

Às 17h30, os homens entram novamente, a dizer que não entendiam o que se estava a passar! A Cruz tinha desaparecido. Começamos a lanchar.

Todos começamos a ficar conformados, e eu desgostosa. Não iríamos receber a Cruz do Senhor na nossa nova casa.

Às 18h30 há reboliço. Os homens entram em casa, em grande agitação, e dizem-nos que a cruz vinha aí. Nós, mulheres tentamos limpar tudo rapidamente (mais uma vez). O meu marido diz-me que o padrinho do Xavier é que se apercebeu e que deu uma grande corrida para os chamar. 

O senhores explicaram-nos que a hora de saída da Igreja é às 15h, e que na próxima vez tínhamos que colocar verdes no início da rua para que a Cruz passasse ali.Pareceu-nos que a nossa casa foi única a abrir a porta.

Estávamos todos contentes e excitados, como se fosse a primeira vez na vida, por receber e beijar a Cruz do nosso Senhor Jesus Cristo! A demora, a incerteza, a ansiedade, e a ausência trouxe outro significado àquele momento, dado como quase certo!

IMG_9997.jpg

Obrigada meu Jesus, por teres visitado a nossa casa! Apesar de termos tomado a tua visita como certa, conseguiste ser uma surpresa, uma bela e grande surpresa, abalando todas as pessoas presentes.

IMG_0182.jpg

8 comentários

Comentar post