Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

A vida pós COVID 19

30.03.20, Helena Le Blanc

Os últimos seis meses foram de várias mudanças na minha vida!

C7698723-D67A-40AF-B6C7-F64376FDF4AF.jpg

Deus faz destas coisas: mexe connosco quando estamos confortáveis e seguros. Tenho sentido isso ao longo dos anos. A primeira vez que ouvi tal coisa senti uma estranheza mas afinal o tempo passa e testemunha Deus!

94CB1A54-5C52-4924-B98D-042CFCC582C1 (2).jpg

Desde o Verão que, por motivos diferentes e em circunstâncias específicas, tive que tomar decisões: decisões no trabalho, decisões na paróquia, decisões na família. E essas decisões resultaram em despedidas (de coisas, de objetivos, de pessoas, de momentos) e adaptações a novos cenários. Mudanças duras, complicadas mas importantes para mim. Procurei-me colocar ao sabor não do vento mas de Deus.

Por exemplo e falando neste blog, poderão observar que no passado Outubro tinha começado um pequeno projeto de descoberta da História da Salvação da Humanidade que a Bíblia esconde e revela ao mesmo tempo! Mas repentinamente apareceu-me outra oportunidade que decidi aceitar, não me deixando tempo para mais nada: um curso no Patriarcado de Lisboa. Começou a 14 de Outubro e terminou em 14 de Fevereiro. Adorei cada minuto mas foi tão difícil chegar até ao fim! Em cada semana aconteceram-me situações (laborais ou familiares) que colocavam em risco a minha progressão.

EB132051-EBBB-482D-9149-73C680444552 (1).jpg

Entretanto percebi que são um conjunto de cursos que se repetem anualmente. Assim, no fim do primeiro decidi não me inscrever no próximo (como eu tanto desejava) até ao próximo ano.  

Tenho muita pena mas também ficou em stand-bye o tal meu pequeno projeto da História da Salvação da Humanidade sonhada e concretizada por Deus, traduzida em esquemas visuais simples para o nosso melhor entendimento. É muito difícil dizer não a coisas que nos parecem acertadas!

EBD2F911-E323-4BFF-8A48-019049A77006 (4).jpg

Retomando, assim se passaram seis meses até que, de um dia para o outro, todas as nossas vidas deram uma volta de 360 graus! Inacreditável! Todas aquelas mudanças que me referia, deixaram de ter qualquer importância comparativamente ao que vivemos hoje. 

Eu estou a trabalhar em teletrabalho e também com períodos presenciais no meu posto de trabalho.

O meu marido está em casa e é pessoa de risco.Temos a sorte de viver numa casa espaçosa. Somos agora 5: a minha mãe, temporariamente, veio viver connosco desde Janeiro.

76BBAA80-49D7-426E-B3DC-292D6C3B7E5B (1).jpg

Portanto: um elemento novo (com necessidades diferentes e únicas), o Xavier no 2.º ano de escola, uma bebé de 16 meses a descobrir o mundo, e muito tempo todos juntos, sem podermos sair de casa! Os desafios cresceram muitíssimo! 

Não foi há muito tempo que fiz planos para a Quaresma e tinha uma bonita lista de propósitos. Foi tudo por água abaixo. Quase, pois ainda luto para cumprir com alguns. O facto é que apareceram outras obrigações que tomaram todo o meu tempo. Apesar de estar em casa e de sentir que o tempo não passa, eu não tenho efetivamente quase tempo nenhum livre (para ler, para aprender, para rezar e meditar na adoração online, para escrever, etc.)

51039ABD-46C6-459B-A607-6EB36B96F51B (5).jpg

A primeira semana foi um desastre. 

A segunda semana, com novas estratégias, correu melhor.

Esta semana já começou a (moderadamente) descambar outra vez!

Fazendo uma primeira avaliação, como nos temos aguentado?

4B617F0D-3C63-4BDB-8775-58AC9DFED0F5 (4).jpg

- Com o coração o mais aberto possível, ou seja com esperança em Deus apesar das estatísticas, das notícias, da evolução do vírus e do estado nacional do país;

- Com a nossa imaginação e criatividade em níveis máximos;

-Com muita organização e planeamento (refeições, orçamentos, tarefas domésticas,);

A5594FD0-2890-4177-8783-0811886D89CB (1).jpg

- Com muita resmunguice, pedidos de perdão e a paciência a decrescer a cada segundo;

- Com muito barulho na maior parte das vezes;

- Com oração familiar;

- Com atividades familiares;

- Com muitos acidentes (nada de grave felizmente): estamos quase sem loiça!

8E59BAD0-ECB1-4483-8386-963FD01A4BF8.jpg

- Com os animais "inseguros" com as novas rotinas; as cadelas começaram a fazer buracos no nosso quintal! 

- Com muitos berros (os meus vizinhos são testemunha), choros, castigos e nenhum espaço individual (literalmente).

Está a ser um grande desafio. Quase todos os dias chego à cama com dores de cabeça ou esta a zumbir e em "eco". Como disse vamos-nos aguentando mas não sei por quanto tempo. Uma coisa tenho a certeza: se sairmos desta para melhor (sem termos perdido o tino) é somente por obra e graça de DEUS

73C3D1EE-591B-4A20-A85C-544D2E6D4D1E.jpg