Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

A gratidão e a ingratidão...

23.04.15, Helena Le Blanc

Nestes últimos dias, deparei-me com situações de gratidão e situações de ingratidão, sendo que as primeiras deixaram-me muito feliz e as segundas incomodaram-me bastante.

 

A ingratidão.

Não as vou descrever, mas posso dizer que surgiram no contexto do trabalho. E, tendo sido objeto de conversa, na mesma ocasião contaram-me outros exemplos semelhantes que conhecem, de outras áreas e regiões.

Fiquei muito triste. Sei que todos são meus iguais, e meus irmãos no amor ao nosso Pai do Céu. Mas não consigo deixar de ficar, um pouco até zangada, por perceber que há pessoas (e não necessariamente as que trabalham comigo) que não aproveitam as oportunidades com ambas as mãos e com todo o coração. Aliás, tanto não o fazem como exigem dessas oportunidades condições muito especificas e quase até mesquinhas eu diria.  Não se apercebem que outros fazem todo o possível para lhes manter essas condições.

Outros, abrem mão da sua realidade atual sem terem projetos ou perspectivas, por causa de sonhos (mal analisados) ou por crenças num futuro risonho. E isto é o que eu chamo de inconsciência pura, pois colocam-se a si e à sua família em situações económicas terríveis, fruto das quais mais tarde cobram responsabilidades à sociedade.

No que me concerna a mim particularmente, soube que, em reunião séria e de trabalho, se referiam a profissionais, como técnicos (onde estou incluída) que só estamos para ganhar dinheiro e para não fazermos nenhum, quando há provas concretas e sinais evidentes de dedicação e de resolução de todas as necessidades, dentro das possibilidades físicas e financeiras disponíveis.

E isto é ser-se leviano. "Não levantes falsos testemunhos!" A liberdade permite-nos dizer coisas até determinados limites. E essas coisas tem que ser ditas de forma responsável e séria. Há que dizer, o que de facto se tem de dizer e, se for o caso, denunciar até! Temos que parar e ouvir realmente o que a nossa boca transmite aos outros, pois poderá trazer consequências avassaladoras. E isto devermos aplicar em todas as circunstâncias da nossa vida.

Mas retomando e concluindo, eu acho que no setor social (do qual eu faço parte) faz-se um trabalho extraordinário de gestão financeira, de recursos humanos e materiais, de rentabilização, e de adaptação a todos os normativos, para acudir as necessidades da sociedade de HOJE, sejam de famílias com dificuldades diversas, sejam das famílias trabalhadoras sejam das famílias tradicionais, sejam das famílias com novas tipologias, sejam das famílias de nível médio e alto.

Acho que, qualquer gestor, administrador ou diretor, seja de entidade privada ou publica, deveria ter um tempo de experiência no setor social. Aprenderia o possível e o impossível.

Portanto, por tudo isto, eu senti a ingratidão nestes últimos dias! E fiquei triste. Aliás, muito triste. O meu coração foi invadido, temporariamente, por um negrume.

 

A gratidão.

Há pouco tempo a minha sogra  ofereceu-me umas flores, e que as coloquei na minha sala.

Passados uns 3 dias, a mesma jarra de flores estava assim:

 

IMG_1516.JPG

 

Festejei o meu aniversário há pouco tempo. E por isso, fui presenteada com flores... e flores... e bolos de aniversário, e um jantar preparado pelo marido,  e um bonsai, e um frasco de mel caseiro (que gosto muito)... e mais prendas, e mais post no facebook, e ..... muito mais.

Fiquei tão feliz e grata por todos estes gestos de carinho. Foram uma surpresa tantos miminhos. Para mim, é sempre uma surpresa.

IMG_1526.JPG

IMG_1502.JPG

IMG_1494.JPG

Mas uma das grandes surpresas, foi este bolo, feito por uma amiga, e que não poderia deixar de mostrar:

IMG_1366.jpg

A mensagem no bolo era a seguinte:

 

Helena... neta, filha, mulher, esposa e mãe. Um dia serás sogra e avó, por isso sê feliz, és uma mulher abençoada por Deus!

 

Eu sou uma mulher feliz e abençoada.

Apesar de ter sido uma grande pecadora, e de continuar a ser (apesar de todos os meus esforços), sinto-me abençoada por Deus.

E sabem porquê? Porque amo o meu Deus, sobre todas as coisas e pessoas!

Gostaria de deixar a seguinte mensagem para quem tem duvidas e acha que eu sou uma mulher de sorte (porque tenho um marido maravilhoso, porque tenho um filho perfeito, porque tenho um trabalho bom, porque tenho uma casa, ou um carro, ou umas carteiras de marca, ou isto ou aquilo): eu não sou uma mulher de sorte, mas sim sou uma mulher feliz e abençoada porque tenho fé em Jesus Cristo Ressuscitado.

E sinto uma gratidão imensa por Deus me abençoar, a mim e à minha família, apesar de todos os nossos defeitos e limitações.

 E este segredo ou sorte, está à mão de qualquer pessoa: basta só dar o primeiro passo, porque DEUS fará o resto. E eu que o diga!

 

 

Temporariamente eu senti a ingratidão,

mas, definitivamente, eu sinto-me grata por ser uma mulher feliz e abençoada!

 

Curiosidade: a única coisa que não era comestível...

IMG_1379.JPG

 O terço... e que coloquei no meu cantinho de oração! (Obrigada Amiga!)

IMG_1513.JPG

6 comentários

Comentar post