Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

Como ser como os pequeninos???

09.07.17, Helena Le Blanc

- Mãe, olha para aqui.

Eu olho e vejo um amontoado de paus.

- O que é isso, Xavier?

- É uma escultura mãe. 

(Pensamento: uau!)

IMG_3897.JPG

 - Xavier, e o que é isso?

- Ó mãe, é um elefante! 

(Pensamento: vejo perfeitamente)

 

 

- Mãe, anda escrever letras na areia e fazer desenhos.

(Pensamento: O quê? Ele nem gosta de desenhar!?!)

- Ok.

IMG_3944.JPG

- O que é isso Xavier?

- Ó mãe, é um monstro!

(Pensamento: Ok.)

 

 

- Xavier, vamos pintar um pouco? 

- Sim, mas quero pintar do livro da Patrulha Pata.

- Ok.

- Mãe, pintas comigo? Eu pinto deste lado e tu daquele.

- Ok.

 

IMG_4458.JPG

- Xavier, não é essa a cor que tinhas que pintar.

- Ó mãe, eu estou a pintar o que o meu coração manda. Tenho que fazer o que o coração manda, pois é mãe?

- ... 

(Pensamento: o quê?)

 

 

E têm sido esta a frase que mais vezes oiço ultimamente do meu filho: fazer o que o coração manda!

Hoje de manhã, depois de ouvir o Evangelho e a homilia do Sr. Padre que celebrou na Igreja de Sousela, lembrei-me destes recentes acontecimentos do meu filho de 4 anos.

 

"Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer:

“Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra,

porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos

e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado."

(Mateus 11, 25-26)

 

Precisamos de ser "pequeninos" para que a verdade nos seja revelada. Não é a primeira vez que Jesus me diz isto.

Ser pequenino é fazer o que o coração manda, sem filtros nem convenções sociais.

Numa das etapas do curso que fiz sobre os  Exercícios Espirituais de Santo Inácio, lembro-me de me dizerem que eu deveria identificar e/ou perceber o sentimento que estou a ter em determinado momento, especialmente relativo a Deus.

Acho que, na maior parte das vezes, ando tão ocupada com o mundo exterior que me esqueço de tentar perceber quais são os meus (reais) sentimentos do momento.

Estarei chateada, aborrecida, com dúvidas, pouco crente, alegre, feliz, satisfeita, triste, perdida, ansiosa? E é suposto as nossas ações refletirem esse estado, esse sentimento, certo?

 

Portanto, o Xavier tem toda a razão: fazer o que o coração manda é muito simples. Ele que é (tecnicamente e ainda) um dos pequeninos, ensina-me a ser "pequenina" bastando eu estar atenta ao meu coração e fazer o que ele mandar. Simples, certo?

É dar um abraço a alguém inesperadamente; é sorrir a alguém que não conheço; é sentir sem pensar; é não perceber mas confiar no meu coração; é cantarolar o que me vêm aos lábios; é ficar presa àquele pensamento que me intrigou; é ouvir os sons da madrugada ou os sons da noite; é ouvir os nossos amigos a conversarem animadamente; é transformar alguma coisa com as mãos, é colocar amor nas tarefas domésticas, é ler um livro que alimente o meu coração, é fazer de conta que está tudo bem!

É uma graça conseguirmos ser pequeninos! Simples e pequeninos, fazendo o que o coração nos mandar.

 

IMG_3921.JPG