Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

A cristandade têm "problemas" com Maria!

31.05.16, Helena Le Blanc

Encontrei um pequeno livro que resume a doutrina mariana. 

Um dos capítulos é dedicado aos dogmas marianos, ou seja, aos pilares que assentam a nossa Fé. 

Dogma significa "Eu acredito". É uma afirmação de Fé.

Só uma pessoa tem autoridade para este tipo de afirmações: o PAPA em união com todos os bispos do mundo, os sucessores dos Apóstolos.

Até entendo: se todos (e são muitos) concordam e aceitam aquela afirmação como verdade, é porque sem dúvida nenhuma é fruto do Espírito Santo, pois todos sabemos como é dificíl um grupo de pessoas concordarem com o mesmo!


IMG_1609.JPG

São 4 os dogmas marianos:

1 - Maria é verdadeiramente MÃE DE DEUS (dia 1 de Janeiro);

2 - Maria permaneceu SEMPRE VIRGEM (a festa da Anunciação a 25 de Março);

3 - Maria foi CONCEBIDA SEM PECADO (8 de Dezembro):

4 - Maria SUBIU AO CÉU EM ALMA E CORPO (a Assunção em 15 de Agosto).

 

Deixem que Vos diga que Maria foi um personagem muito controversa na Cristandade. 

Os cristãos católicos, como eu, aceitam (ou devem aceitar) os quatro dogmas.

No entanto nem toda a cristandade concorda com isto.

 

Ora vejamos:

 

Protestantes (evangélicos, pentecostais, neopentecostais, luteranos, presbiteranos, anglicanos, metodistas, batistas, congregacionais) - não reconhecem Maria como Imaculada Conceição e a Assunção (dogmas n.º 3 e n.º 4). No entanto o  próprio Martinho Lutero tinha um grande interesse por Maria. Acreditava na sua virgindade perpétua, reconhecendo-a como a Mãe de Cristo. Não prestam culto a Maria pois temem torná-la uma divindade feminina.IMG_1722 copy.JPG

Eu, cristã católica, sou devota a Maria, e como tal reconheço-a como uma mulher que foi concebida sem pecado. Sendo ela a mãe do filho de Deus, só tinha que ser pura e perfeita para cumprir esse papel e missão! Também acredito na sua assunção. Porquê: AQUI.

 

Ortodoxos - É venerada como a "Theotokos", a Mãe de Deus. Não aceitam o dogma n.º 3. Mas honram-na como imaculada sem mancha, toda pura. Curioso: insistem no carácter humano da sua morte e celebram a "dormição" de Maria: acreditam que depois foi ressuscitada por seu Filho.

IMG_1633 (1).JPGEu, cristã católica, sou devota a Maria, e como tal reconheço-a como uma mulher santa desde a sua conceção e completamente fiel a Deus, não diminuindo o seu valor enquanto ser humano.

 

Já agora, Maria noutras religiões...

Já tinha feito uma leve abordagem AQUI.

Judaísmo - Não reconhecem Jesus como Filho de Deus, apenas como um profeta. Maria é uma mãe como qualquer outra.

Islamismo - Maria foi uma virgem fecunda pelo sopro de Deus, e é modelo de fé e de virtudes. O Corão fala dela 34 vezes. Não reconhecem Jesus como sendo o Filho de Deus, e consequentemente Maria não é Mãe de Deus.

Segundo o Corão, Maria nasceu "imaculada", preservada de todo o contacto com o Diabo. Permaneceu virgem durante a maternidade. Maria é considerada uma Santa e apresentada como modelo para as mulheres muçulmanas pois é modelo de Fé em Deus e submissão à sua vontade.

Budismo e Hinduísmo - Não conhecem Cristo nem Maria. 

 

Estas são daquelas coisas que nós católicos deveríamos pensar, amadurecer e interiorizar!

Doutrina não é para decorar e dar as respostas certas nas alturas certas.

Doutrina é a estrutura da nossa Fé, que nos ajuda a não sair dos limites, a não correr riscos; e consequentemente a não cair no paganismo, espiritualismo, cartomânacia, espíritas ou nos simples interpretações dos signos.

 

Minha Mãe, com esta e outras leituras, pecebo que sei tão pouco de si!

Como é possível? 

Como tenho ainda tanto para ler, ouvir, estudar e perceber!

Espírito Santo, tu que és o amor puro, guia e fonte da sabedoria, peço-te que sejas sempre e todos os dias o meu Mestre... 

Ámen (Que assim seja!)

 

Biografia: "Conhecer Maria" de Pedrosa Ferreira, Junho 2011, Edição Cavaleiro da Imaculada

O Mickey também reza cá em casa!

25.05.16, Helena Le Blanc

O Xavier entrou na fase da imitação a sério!

Temos o Xavier a sentar-se numa caixa de um hipermercado...

IMG_3101.JPG

Temos o Xavier a pensar na vida, deitado em cima de uma pequena mesa...

IMG_3107 copy (1).JPG

Temos o Xavier a fazer grandes obras, durante o pequeno almoço...

IMG_3135.JPG

Temos o Xavier a convidar o Mickey para rezar connosco...

E esta apanhou-me de surpresa. "O Mickey também vai rezar!". E o Mickey esteve sentado no sofá, a rezar!

IMG_3123 copy.JPG

 No nosso cantinho de oração:

IMG_3167.JPG

 E com a ajuda dos nossos cartões:

IMG_3129.JPG

No dia seguinte, o Mickey também teve direito a uma fralda e a um pijama...

IMG_3160 copy.JPG

IMG_3157.JPG

... e esteve a aprender a história de Maria. Ora vejam:

 

 

Corre melhor ou pior conforme as disposições do Papá, da Mamã e do Xavier...  mas não deixamos de fazer e de tentar, dia após dia, noite após noite!

Tenho esta certeza (por causa destas surpresas): como é tão bom ver o meu filho crescer em pleno, ou seja, fisicamente, cognitivamente e espiritualmente!

A história de Maria...

13.05.16, Helena Le Blanc

Num dia destes encontrei uma coisa super-hiper-especial!

Fiz todos os possíveis para adquirir o objeto para a minha família. 

Ora vejam...

 

IMG_2908.JPG

 

É uma espécie de terço sem as tradicionais 53 Aves Marias, 5 Pais Nossos, etc...

Cada conta representa uma palavra de uma história, e neste caso é a história de Maria.

IMG_2910.JPG

 

Substituí a história da bíblia do nosso momento de oração, por esta história. O Xavier fica encantado cada vez que se tira o terço do saquinho e se conta a história. Ele já decorou algumas partes.

IMG_2927.JPG

IMG_2924.JPG

 Aqui ele está a mostrar-me onde começa a história:

IMG_2921.JPG

 Um dia o Anjo apareceu a Joaquim e Ana a anunciar-lhes o nascimento de uma filha, de seu nome Maria

Aos 14 anos foi dada em casamento a José, um carpinteiro de Nazaré.

O Anjo Gabriel disse-lhe que foi escolhida para ser Mãe do Filho de Deus.

Pobreza, trabalho, ternura e devoção fizeram parte da sua vida.

Durante os dias de traição, inveja e ódio, chorou e sofreu junto da cruz, com o seu filho crucificado.

Depois da Ascensão de Jesus, Maria ficou entre os Apóstolos em oração, aguardando o Espírito Santo.

Maria foi recebida no Céu de corpo e alma por Deus.

A sua mensagem forte e clara continua a entregar a todo o Mundo, como é exemplo Fátima.

 

Todas as palavras que estão sublinhadas a amarelo corresponde a uma conta. E todas elas com cores, feitios ou materiais diferentes, e de acordo com a palavra que representam. 

Na ultima fotografia o Xavier mostrava-me que o Anjo (medalha com um anjo) apareceu ao Joaquim (conta cor azul) e à Ana (conta cor de rosa choque).

IMG_2915.JPG

Aquelas contas lilás com a branca no meio representam os 11 Apóstolos em oração no cenáculo, com Maria no meio.

E aqui podemos observar a parte final da história:

IMG_2913.JPG

Hoje é o 13 de Maio. Muita gente, em pensamento ou fisicamente, está no Santuário de Fátima. 

Hoje é dia para rezar, e de falar muito sobre Maria.

O Santuário, para além do recinto, tem uma vertente comercial muito presente. Todos que lá chegam, querem trazer uma recordação. Eu trago sempre qualquer coisa.

A minha lição deste dia é que depois de rezar, deestar com Maria, deconfessar-me (ou pelo menos tentar), de adorar o Santíssimo e de conviver com os amigos, poderá aparecer um objeto suficientemente especial para mim.

Assim, se eu estiver muito atenta poderei escolher bem e encontrar objetos que de facto são interessantes, e que se tornam preciosidades pelo que representam e proporcionam.

Se não o encontrar, não faltem as ocasiões...

Ir a Fátima a pé...

12.05.16, Helena Le Blanc

Todos os anos vejo muitos peregrinos na estrada, e também tendas e carros de ajuda e de apoio, sejam dos peregrinos sejam dos locais.transferir (1) (1).jpg

É a grande peregrinação a pé até Fátima.

Eu nunca o fiz, e também acho que esta é uma atividade que não é para mim. Já tentei fazer a peregrinação a pé ao Beco: AQUI. Desisti. 

Muitas pessoas que conheço já o fizeram, e é costume ser tema de conversa pois muita coisa acontece por essas estradas fora. Mas também há quem comente que para fazer sacrifícios não é preciso ir a Fátima a pé, pois no seu dia a dia tem muitas oportunidades para o fazer. E confesso que eu achava isto também.

images (1) (1).jpg

Durante muitos anos, apesar de ser católica, ser devota a Nossa Senhora, e respeitar muito o esforço dos meus amigos que vão a Fátima (a pé ou em bicicleta), também pensava que se calhar não é necessário desgastes tão grandes e violentos no nosso corpo humano para se fazerem promessas e sacrifícios. A vida dá-nos tantas outras oportunidades para isso!

Há quem o faça por agradecimento de uma especial graça ou dádiva.

Também sei de pessoas que vão porque assim o decidiram, sem terem um especial propósito. Para se desafiarem ou provarem que também conseguem... Não sei. 

Eu sempre achei um pouco "demais"!

transferir (2).jpg

 

Muita coisa mudou em mim, entretanto.

Num dia destes, enquanto conduzia, calhei em olhar para um destes grupos e veio uma avalanche de pensamentos novos e frescos que... me apanharam desprevenida. Não é que o grupo tivesse alguma coisa de especial, mas de repente percebi que estas peregrinações são oportunidades de:

- retiros espirituais individuais (o caminhar durante tanto tempo em silêncio necessariamente obriga-nos darmo-nos conta de que existe um eu dentro de nós);

- oração comunitária (um conceito pouco entendido nos dias de hoje);peregrinos.jpg

- franco convívio (o esforço é tal que não dá para se ter máscaras);

- remissão dos pecados da humanidade com dor física (tal como faziam os pastorinhos);

- ajudar os outros (todo o apoio que a população presta ao peregrino, como fala Olívia nest post: AQUI.) - dar pousada ao peregrino.

800.jpg

 

Se a maioria da população não consegue ver todas estas oportunidades no nosso dia a dia, pelo menos uma vez por ano mobiliza-se e fá-lo, nesta tradição da ida a Fátima a pé.

Temos que acarinhar as tradições... Muitas já se perderam e fazem grande falta... 

E eu: algum dia irei a Fátima a pé? Confesso não ter a resistência espiritual e física. Mas uma coisa posso fazer: rezar, neste mês mariano, pelos peregrinos, que têm a minha profunda admiração.

 

Fatima300MilPeregrinosMay2012.jpg

 

As mulheres e os homens na igreja!

11.05.16, Helena Le Blanc

Este ano, graças a Deus, tenho tido muitas oportunidades para ir até ao Santuário de Fátima, por motivos diferente (Famílias de Caná, a minha família, Acólitos, Trabalho).

IMG_1575 (2).JPG

Numa destas vezes, estava com o meu filho. Fomos os dois até à Capelinha das Aparições. Sentei-me no chão (com um livro no regaço) e ele manteve-se perto de mim a brincar, pois tinha uma mochila cheia de pequenos brinquedos.

Tentei escolher o melhor sítio, tendo em conta o vento que estava nesse dia, o chão para o meu filho estar, e o movimento das pessoas. Fiquei junto a uma das vidraças da capelinha, do lado de fora, onde existe um percurso (muito largo) para as pessoas que queiram ajoelhar-se e percorrer em toda a volta a capelinha.

Recebi todo o tipo de reações: olhares de surpresa ou de estranheza, muitos sorrisos e comportamentos de grande desagrado. 

Eu sou uma pessoa com tendência para ter a "cabeça no ar" e como tal, tão focalizada nas minhas coisas, nem reparo nos outros muitas das vezes. No entanto, porque tinha todo o tempo do mundo, escolhi o local com muito cuidado. Mas como tudo, nem todas as pessoas gostam da mesma coisa, certo?

Então, e retomando, durante esse tempo que lá estive, reparei numa coisa: no tal percurso que existe à volta da Capela das Aparições, com um chão que facilita o deslize, a grande maioria que davam a volta à Capelinha de joelhos eram casais jovens com bebés (um ia de joelhos e o outro acompanhava com o bebe no carrinho) ou homens. HOMENS!

Fiquei surpreendida!

IMG_1599 (1).JPG

Nas Missas são muito poucos os homens que nelas participam! O mesmo se aplica às procissões, aos retiros, às orações comunitárias... No entanto, ali eu vi MUITOS HOMENS a manifestarem a sua Fé de uma forma até bem visível! Uns percorriam o caminho de joelhos, outros em pé. Fizeram muitas, mas mesmo muitas voltas!

Eu acho que nós mulheres damos pouco crédito à Fé dos nossos Homens. E eu falo por mim. Quando o meu marido começou a acompanhar-me, no início de forma circunstancial mas depois de forma intencional (falei disto neste post: AQUI), lembro-me que fiquei surpreendida.

Neste dia aprendi que não tenho que ter receio em desafiar, quem quer que seja, para dar o primeiro passo de encontro a DEUS.Nem receio nem vergonha! Afinal... Deus tem muitas surpresas na manga!

 

IMG_1597.JPG

 

Maio - Maria. E os outros meses?

10.05.16, Helena Le Blanc

Todos sabemos que o mês de Maio é dedicado a Maria. 

O que eu não sabia é que cada mês do nosso calendário, tem uma particular devoção.

Não é só o mês de Maio! Existem festas importantes para nós, Católicos, mas nunca me apercebi ou percebi que todos os meses são dedicados a uma "coisa" especial. Esta poderá ter a ver com acontecimentos históricos ou um aspeto particular da liturgia.

Assim:

Janeiro- o mês do Santo Nome de Jesus. A festa do Santo Nome surgiu em 1500 e era celebrada no 2º domingo da Epifania. Foi retirada do calendário em 1969, " uma vez que a imposição do nome de Jesus já é comemorado no escritório da Oitava do Natal" (Motu propri: Mysterii Paschalis, 1969). Foi restaurada em 2002. Existe a ladainha oficial do Santo Nome de Jesus. Janeiro também se tornou um mês dedicado à Santa Infância de Jesus.

HPIM6190-001.JPG

Fevereiro- o mês da Sagrada Família. Depois das Festas de Natal e antes do jejum Quaresma temos  aqui um intervalo de tempo e espaço para recordar a Sagrada Família. Desde o nascimento até o início da sua jornada pública com 30 anos, Jesus viveu junto da sua família.

Março- mês dedicado a São José, cuja festa é no dia 19 de Março. Esta data surgiu no final do séc. XV, e todo o mês acabou por ser dedicado a esta Santo, pai adotivo de Jesus Cristo. Este homem é um modelo de pai fiel, obediente e cristão.

Abril- mês da devoção à Eucaristia e ao Santo Espírito. O Domingo de Páscoa muitas vezes é em Abril. Quando é em Março, a época pascal continua no mês seguinte. Por isso, considera-se que o mês da Páscoa é o de Abril. É durante as celebrações pascais que nos lembramos, em especial, do sacrifício eucarístico de Jesus Cristo e do baptismo no Espírito Santo que nos chega depois da ressurreição de Jesus. 

HPIM6206-001.JPG

 

Maio- mês de Maria. Parece que esta devoção começou em Roma, no séc. XVIII, para combater a imoralidade e a infidelidade entre os estudantes de uma faculdade. Depois espalhou-se pela Igreja Latina. No séc. XIX, e porque Anna Jarvis quis homenagear a sua mãe, Ann Maria Reeves Jarvis, pelo trabalho que desenvolveu junto das famílias melhorando as condições de higiene e saúde, surgiu o Dia da Mãe . A comunidade católica aproveita esta novidade para incentivar todas as mulheres a imitarem o papel de Maria como mãe. Assim este mês tanto é dedicado a Maria como um modelo para mães cristãs, como também realça a castidade de Maria e a sua fidelidade à vontade de Deus.

Junho- mês do Sagrado Coração. Esta devoção, praticada durante muito tempo de forma privada, é autorizada oficialmente em 1800. Esta incentiva à participação e adoração da Santa Eucaristia, e a receber a comunhão na 1ª sexta-feira de cada mês.

Julho- mês dedicado ao precioso sangue de Nosso Senhor. A festa do precioso sangue é o primeiro domingo deste mês. 

HPIM6188-002 (2).JPG

Agosto- mês do Santíssimo Sacramento e é encorajada a adoração da Eucaristia. Também é dedicado à Imaculada Coração de Maria, e no dia 15 a Igreja celebra a Assunção de Maria ao Céu.

Setembro- é dedicado tradicionalmente às 7 Dores de Maria. Neste mês temos a Festa da Nossa Senhora das Dores. As 7 dores são as seguintes: Profecia de Simão, a fuga para o Egipto, a perda de Jesus Cristo durante 3 dias em Jerusalém, encontro com Jesus no caminho para o calvário; assistir à morte do seu filho crucificado na cruz; receber o seu filho morto nos braços; e "enterro" de Jesus no sepulcro. 

Outubro- mês do Terço e do Rosário. É o aniversHPIM6178-002.JPGário da vitoria da Batalha de Lepanto  em 1571  (representa o fim da expansão islâmica no Mediterrâneo) e a Festa de Nossa Senhora do Rosário. No séc. XVII, o Papa Leão XIII dedicou oficialmente o mês ao Santo Rosário. 

Novembro- mês dedicado às pobres Almas no Purgatório. O dia 1 de Novembro é o Dia dos Finados/Festa de Todos os Santos, mas também relembramos os fiéis defuntos. 

Dezembro- este mês é dedicado ao Advento e ao Nascimento de Jesus. Isto quer dizer que preparamos a celebração do nascimento de Jesus Cristo há 2000 anos atrás, mas também para a segunda e última vinda do Senhor através da oração e retiros espirituais.

 

Encontrei estas informações aqui: http://www.aquinasandmore.com/catholic-articles/monthly-dedications-of-the-church-year/article/184.

 

IMG_2776 (1).jpg

 

Peregrinação dos Acólitos a Fátima - 2016

05.05.16, Helena Le Blanc

IMG_2574.JPG

Todos os anos o grupo de Acólitos de Mogofores, que faço parte, junta-se aos outros acólitos deste país para um mega encontro em Fatima.

Costuma a ser no dia 1 de Maio. No entanto, como este ano esse dia foi domingo decidiram excecionalmente mudar a data para 30 de Abril, tendo em conta que os Acólitos estão ocupados aos domingos no seu serviço ao Senhor.

IMG_2678.JPG

O grupo de Mogofores já participa nesta peregrinação há 5 anos. Chega a juntar entre 3 mil a 6 mil acólitos.

PEREGRINAÇÃO ACOLITOS ABRIL 2011.jpg

Este ano teve um sentido especial: comemoração dos 20 anos desta atividade.IMG_2791-001.JPG

IMG_2563.JPG

O programa costumava a ser: concentração no Paulo VI para um convívio generalizado, Missa na Santíssima Trindade, Almoço, Terço na capelinha das Aparições, e Procissão com o Santissimo exposto no recinto do Santuário. O programa este ano não foi o habitual. Começamos pelo Terço no recinto do Santuário, de seguida a Missa também no recinto, almoço, e concentração para convívio no parque 11.

IMG_2506.JPG

IMG_2592 (1).JPG

Os meus colegas acólitos gostam muito de participar nesta peregrinação. Sempre gostaram. Mas este ano, tudo foi muito diferente, e não gostaram muito das mudanças. O ser humano não costuma gostar de mudanças nas suas rotinas, certo?

IMG_2566 (1).JPG

A minha grande surpresa foi perceber que o que mais incomodou foi a não realização da procissão com o Santíssimo exposto. IMG_2634 (1).JPG

O nosso grupo é constituído por pessoas de diferentes idades, dos 8 aos 80 (neste momento 80 não mas temos diversos adultos). E quem mais revelou desagrado foram os adolescentes e jovens. E eu, ingenuamente ou com preconceitos, fiquei agradavelmente surpreendida! Levei com diversos olhares e levantares de sobrancelha por causa da minha reação de surpresa!

DSCF0438.JPG

IMG_2582.JPG

 

Deus revela-se onde menos esperamos!IMG_2507 (1).JPG

Com esta surpresa Deus quer que tenhamos mais Fé e confiança nos outros, no mundo e no futuro, independentemente das desgraças que nos rodeiam.

Este é reino de Deus!

Peregrinação Acolitos 2016-001.jpg

 

Pág. 1/2