Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

as surpresas de DEUS!

uma cristã católica com sérias dificuldades no caminho da Santidade!!!

O que aprendi há pouco tempo...

03.04.16, Helena Le Blanc

Hoje é o Domingo da Misericórdia.

No ano passado já tinha falado sobre este dia: AQUI, e do porquê ser diferente e especial.

Enquanto pensava sobre o post de hoje, lembrei-me do que eu aprendi recentemente.

 

Apontamentos:

1 - MiseriAção de formação-Jubileu Misericórdia_final-HQ.jpgcórdia, em grego, quer dizer "inclinar-se para";

2 - "A transparência do olhar significa a riqueza e beleza do coração" - dito pelo Sr. Padre Georgino Rocha, Capelão da Misericórdia de Aveiro;

3 - Um judeu, para ver o seu testemunho válido em tribunal, tinha que levar consigo duas testemunhas;

4 - Para dar um conselho a alguém, temos que nos colocar no lugar do outro para depois indicar o caminho. O conselho tem que ser uma luz no caminho;

5 - Um ofendido, se for católico, tem uma obrigação acrescida: deverá ir ao encontro do ofensor para restabelecer a vida em comunhão, ou seja a paz das relações;

6 - O que é um irmão corrigido? É um irmão perdoado. Corrigir alguém implica perdoar do fundo do coração. Depois da verdade vem o perdão. E como tal, a autoridade tem que estar associada a doçura. Temos que ser firmes mas sem humilhação;

7 - Consolar, em grego, quer dizer "chamar para junto de si". No consolo deveremos dar sempre esperança. É importante colocar-mo-nos no lugar do outro. Não ajudamos em nada se mostramos uma atitude de resignação perante a situação do outro. Temos a obrigação de transmitir esperança sempre, não importa que situação. Muitas vezes, as melhores palavras é agarrar a mão e calarmo-nos;

8 - "Nem tudo o que me agrada no outro é defeito" - Frase do Sr. Bispo de Aveiro;

9 - Ter um coração sIMG_0747.jpgimples é um treino da vida;

10 - Se Deus não tivesse paciência connosco, já estávamos "lixádos" há muito tempo! A paciência é a arte de viver a insuficiência. A arte de viver com os outros não está na capacidade suportar o sofrimento mas sim na capacidade de viver com o sofrimento;

11 - Rezar é colocar-me no coração de Deus. Pedir a Deus pelo meu irmão é estar-me a colocar no coração de Deus, e assim cIMG_0856.jpgomigo o meu irmão. Ser intercessor é o que constrói pontes (entre Deus e os vivos ou os mortos). Viver com e pelo os outros, é também rezar com e pelos outros;

12 - A pessoa, o outro, é que indica a sua necessidade, pois não somos nós que as impomos. As respostas/serviços têm que ser à medida da necessidade de cada um;

13 - A primeira obrigação de qualquer cristão é ser misericordioso consigo mesmo, e ter amor a si mesmo. Pois a medida ao amor ao próximo é o amor a si mesmo;

14 - A caridade começa em casa. O meu estilo de vida é que está em causa;

15 - A Igreja tem que ser um oásis de misericórdia (e não ilha). 

 

Participei numa formação que o nosso Bispo de Aveiro promoveu, em colaboração com a União das Misericórdias Portuguesas e as 11 Misericórdias de Aveiro, na Casa Diocesana de Albergaria-a-Velha.

O Sr. Bispo, Dom António Moiteiro, falou sobre as 7 Obras de Misericórdia Espirituais e o Padre Georgino Rocha sobre as 7 Obras de Misericórdia Corporais.

Queres saber mais? Aqui ficam os textos que serviram de guia a cada apresentação.

 PDF -  Sr. Bispo de Aveiro: 7 Obras de Misericórdia Espirituais: Obras Espirituais.pdf

PDF - Sr. Padre Georgino Rocha: 7 Obras de Misericórdia Corporais: Obras Corporais.pdf

 

Um bela surpresa de Deus. Aprendi muito.