Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

as surpresas de DEUS!

O nosso diário: aprendemos, vivemos e partilhamos a nossa Fé.

as surpresas de DEUS!

O nosso diário: aprendemos, vivemos e partilhamos a nossa Fé.

30
Abr15

Um sorriso...

Helena Le Blanc

Nestes últimos dias, tenho andado, de forma quase obsessiva, a insistir com as minhas colegas de trabalho (colegas: peço-Vos que tenham paciência comigo) para que desenvolvam o seu trabalho com um sorriso. Claro que, de forma pedagógica, tenho explicado porque é que considero fundamental o sorriso para as relações intra e interpessoais.

Num desses diálogo, contei, um bocadinho da minha história.

Eu cresci com a minha avó materna.Vivi com ela dos meus 3 aos 28 anos. Os meus pais foram emigrantes durante 23 anos.

A minha avó era (morreu há uns anos) uma pessoa (muito) calejada pela vida. Digamos que, eu classificava-a como uma pessoa "amarga". Os outros eram sempre os "inimigos".

Não me entendam erradamente, pois eu gostava (gosto) muita da minha avó, apesar de, só enquanto adulta e madura, ter percebi esse sentimento e o "meu racional" ter entendido a vantagem que tive por ter sido ela a minha principal cuidadora, comparativamente às restantes hipóteses.

Eu cresci a ouvir "não tenhas amigos", "não confies nos amigos", "olha que os teus amigos são amigos dos teus inimigos", etc.. Não aprendi a cumprimentar as pessoas quando se chega a algum local ou se visita uma casa; não aprendi a a dar dois beijinhos; não aprendi a dizer umas palavras de circunstancia.

Não aprendi a sorrir.309544_10152380281245321_2020710380_n.jpg

A minha expressão facial normal (neutra) era uma expressão cerrada, em que parecia que eu andava chateada com tudo e com todos.

Aliás, ainda hoje, de vez em quando e contra a minha vontade, a minha face assume essa expressão, especialmente quando estou concentrada e/ou focalizada.

Durante a minha adolescência, houve duas ou três pessoas que, frequentemente, me diziam que eu deveria sorrir mais vezes, que tinha um lindo sorriso. Na altura, não percebi o que queriam dizer com aquilo. Não entendi.

Mas passei por diversas etapas e episódios que, fizeram-me tomar consciência deste meu pequeno (grande) detalhe. No trabalho, onde passamos a maior parte do nosso tempo, acabei por perceber, nas relações, o quanto era importante sorrir.

Infelizmente, percebi tudo isto, muito tarde na minha vida!

Hoje, surpresa das surpresas, por outros motivos e razões, eu, a menina que nunca sorria, está a tentar passar a mensagem da importância do sorriso a várias colegas de trabalho.

Dizia a uma delas: eu sou a maior prova que é possível começar a sorrir; sorrir sempre e muito!

O inicio tem que ser quase forçado, eu sei. É tão pouco natural. A nossa cara não esta habituada a essa expressão. Mas, se treinarmos e fizermos muitas vezes, transforma-se em expressão natural.

Com o tempo e ao notarmos as reacções dos outros, ao sentirmos que as relações se suavizam, torna-se cada vez mais fácil sorrir...  e se nos sentirmos bem connosco então é "ouro sobre azul". Mas isso, é quase outra história!

Portanto, tem sido, ultimamente, este um dos meus objetivos de trabalho.

Retomando o propósito deste post, num dos momentos que escolhi para voltar a falar do assunto, alguém (por acaso um dos meus chefes) me comunica que... era o Dia Mundial do Sorriso! Eu fiquei... a olhar para a pessoa e pensei... Deus deve estar a brincar comigo, só pode! Mais uma que não estava à espera!

Não fazia, de todo, ideia do dia em questão.

Se tivesse planeado a minha "intervenção" não poderia ter sido melhor! 

Naquele momento, senti que DEUS estava a sorrir para mim!

Dizia o Padre Raniero Cantalamessa, numa formação online que tive: " E como se testemunha a ressurreição de Cristo? Há vários modos, certo? (...) Um é a alegria. Isto é, mostrando que Cristo preencheu a nossa vida. Um cristão alegre, um cristão que mostra um rosto aberto já dá testemunho de Jesus, porque demonstra que Jesus preencheu a sua vida!"

 

 

 28 de Abril - Dia Mundial do Sorriso

 

No Calendarr Portugal, encontrei, na sua pagina, curiosidades, interessantes e importantes a este respeito. Mas passo a enunciar os benefícios que poderemos ter com este gesto frequente na nossa vida:

  • Diminuir a ansiedade
  • Reduzir a pressão arterial
  • Reforçar o sistema imunológico
  • Tonificar os músculos do rosto
  • Relaxamento 
  • Alívio de dores
  • Aumento da concentração

 

Sorri...

 

 

 

 

 

28
Abr15

Uma flor num copo...

Helena Le Blanc

Na ultima sexta-feira, cheguei a casa e encontrei esta surpresa:

IMG_1617.JPG

 

Um copo de água com uma flor na minha secretária.

Perguntei ao marido se tinha sido ele. Negou.

O meu filho é demasiado jovem para este tipo de comportamento.

Só me restou uma ultima solução: as senhoras que me ajudam na higiene e limpeza da casa da nossa família! 

Fiquei muito comovida. Como ainda não tive a oportunidade de agradecer, decidi publicar este post, com o meu profundo agradecimento pelo pequeno (grande) gesto!

Obrigada!

Se nós tivessemos mais destes pequenos momentos na nossa vida, tenho a certeza que o mundo seria diferente.

Há uns anos atrás, ouvi um psicologo numa conferência dizer o seguinte comentário: se as pessoas tivessem "colinho", haveria menos depressões. Se deixassemos de pensar tanto em nós e no nosso umbigo, e prestasse-mos mais atenção nos outros, seríamos mais felizes.

Não custou muito (em termos de trabalho/energia/financeiramente) às Senhoras fazerem esta surpresa, que me deixou tão alegre e bem disposta!

Ama o teu próximo como a ti mesmo! - Faz aos outros o que gostarias que te fizessem a ti!

27
Abr15

Porquê este blog? (Desafio #2)

Helena Le Blanc

Porquê um blog "AS SURPRESAS DE DEUS!"? 

 

Este blogue nasceu de uma necessidade urgente de falar e contar as coisas que acontecem na minha vida por intervenção de Deus! É um testemunho da minha fé!

Quantas vezes eu pensava e precisava de contar às pessoas o que me tinha acabado de acontecer... coisas magníficas ... de como Deus conseguia (e continua a conseguir) revirar a minha vida ou os meus projetos em 380º graus. Como situações tão simples, do dia a dia, perfeitamente planeadas e previsíveis, sofriam alterações por motivos extraordinários, e que nunca me passaria pela cabeça a possibilidade!

E tudo isto começou, a minha caminhada, quando conheci a Teresa e o Niall Power (que mudaram a sua residência para a minha Paróquia natural) e ao acompanhar o casal GREG e JENNIFER WILLITS. É um casal americano que através do blog e de programas áudios (Podcasts) falam do dia a dia da sua família e de que forma vão vivenciando a sua fé.

Uma das coisas que fez com que, de forma definitiva, dar (mais) um passo em encontro de Deus foi o seguinte lema do casal: Conhece a Tua Fé, Vive a Tua Fé, Partilha a tua Fé.

Evidentemente que eu não posso amar uma coisa que não conheço. Para amar precisamos de conhecer e de experimentar, por ex. um chocolate com sabor diferente. E conhecer uma pessoa ou coisa passa por procurar saber mais através de "n" de ferramentas e métodos. Se estivéssemos a falar de uma mulher e de um homem, até diria que seria o "namorar", para chegarem à conclusão que se amam ou não. Eu, antes de conhecer o meu marido e conviver com eles não poderia dizer que o amava! Afinal, nem o conhecia.

E assim foi. Comecei a procurar conhecer melhor este "Deus". O Deus que esteve presente na minha educação - Conhece a Tua Fé!

A determinada altura, a Teresa Power disse-me o seguinte: basta dares o primeiro passo. Tudo o resto é vem por vontade de Deus. Deus, como nos ama tanto (até antes do nosso nascimento), anseia este primeiro passo, para, a partir daí nos ajudar a ir ao encontro dele. 

Comecei a conhecer. E o que conheci começou a fazer tanto sentido para mim: para o meu intelecto e lado racional, para o meu coração e lado afectivo, e para a minha alma e lado espiritual!

Fazendo sentido, comecei a vivenciar de forma muito natural. Não houve nada forçado ou de sacrifício. Foi puro prazer e alegria - Vive a Tua Fé!

O blog surge, como dizia em cima, da necessidade urgente de falar e contar as coisas que acontecem na minha vida por intervenção de Deus! É um testemunho da minha fé - Partilha a tua Fé!

O meu caminho levou-me até às Família de Caná! E sobre isso poderão ler o post que fiz sobre o meu primeiro retiro.

 

 

A Olívia, do blog  Adoptar, Amar, Viver lançou-me o desafio - Conheces o teu blogue?.

As regras são as seguintes:

    -Responder a todas as perguntas;
    -Nomear 5 blogues ou fazeres por ti mesmo e comentar no blog onde viste a TAG.

As suas perguntas e as minhas respostas:

1. Há quanto tempo tens o blog? - Há 1 mês e 15 dias;
2. Em que dia é que o teu blog foi criado? - No dia 15 de Março de 2015;
3. Sem ires ao painel, quantas visualizações tens, aproximadamente? - Cerca de 140 visualizações;
4. Sem ires ao painel, quantos comentários tens, aproximadamente? - Cerca de 45 comentários;
5. Quantas mensagens publicadas tens? - 35 Posts;
6. Quantos seguidores tens? - 3 seguidores;
7. Quem mais sabe da existência do teu blog? - A minha Família, as Famílias de Caná e os amigos do Facebook;
8. Já alguma vez pediste conselhos a outro bloguer? - Sim. Sou "um bebe" no "Bairro dos blogs do Sapo";

9. Lembras-te perfeitamente de todos os layouts que o teu blog teve? - Até agora só teve um;

10. Que opinião achas que as pessoas têm do teu blog? - Tenho recebido feedbacks muito positivos.

 


5 blogues que desafio:

Caminhada a Duas

Uma Jovem Católica

Família a caminho

Rezando a vida em família

O desafio das agulhas

Um abraço bloguers!

Pág. 1/9

Sigam-me

Comentários recentes

  • Helena Le Blanc

    Ola!Obrigada Sr./Sr.ª Desconhecido(a).Vou dar notí...

  • Anónimo

    Mudou-se para o sapo e nunca mais escreveu?Dê notí...

  • Bruxa Mimi

    Boas leituras, Lena!Bjs,Mimi

  • Anónimo

    Bela ideia! Acho que o senhor padre este ano quer ...

  • Helena Le Blanc

    Ola Teresa!É difícil não te reconhecer pelo conteú...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Mais sobre mim

foto do autor